Massacres na Colômbia

Ao menos 10 pessoas são mortas em mais dois massacres no Sudoeste da Colômbia

País vive pior onda de ataques de grupos armados desde o acordo de paz entre governo e as Farc. Autoridades culparam dissidentes da antiga guerrilha

22/09/2020 por Redação AFP

BOGOTÁ — Ao menos dez pessoas foram mortas em dois novos massacres na região sudoeste da Colômbia, em meio à pior onda de ataques e assassinatos perpetrados por grupos armados no país desde o acordo de paz entre o governo e a antiga guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), em 2016. Em ambos os casos, as autoridades apontaram que dissidentes do grupo seriam os responsáveis pelos atentados.

Até domingo, foi registrado o assassinato de seis pessoas, incluindo um menor de idade, no departamento (estado) de Cauca. Segundo relatos, um grupo armado abriu fogo contra pessoas que assistiam a uma briga de galos; o ataque também deixou vários feridos, embora não se saiba o número exato.

Nesta segunda-feira, autoridades locais informaram à agência AFP do massacre de quatro jovens negros no município de Mosquera, no departamento vizinho de Nariño. Segundo a porta-voz da prefeitura, as vítimas eram de uma cidade próxima e seus corpos foram encontrados em um mangue.

A prefeitura citou um vídeo que circulou nas redes sociais onde os supostos assassinos são vistos, em um barco, atirando contra corpos de jovens.

— Infelizmente, a onda de violência continua aumentando em nosso departamento — lamentou o secretário de Governo de Nariño, Francisco Cerón, em um vídeo enviado à imprensa.

De acordo com o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e a Paz (Indepaz), neste ano já ocorreram na Colômbia 61 massacres — homicídio de pelo menos três pessoas em um único evento — em uma escalada de violência que se intensificou nos últimos meses.

Nos departamentos de Nariño e Cauca, grupos armados lutam pelo controle da mineração ilegal, de milhares de hectares de plantações de drogas e das rotas de transporte de narcóticos pelo Pacífico até a América Central e os Estados Unidos.

Os dissidentes das Farc somam cerca de 2.300 membros armados e operam sem um comando unificado.


Fonte: oglobo.globo.com

Tags: ao menos 10 pessoas são mortas em mais dois massacres no sudoeste da colômbia