Eleições completamente indefinidas

Próximos 10 dias serão de desassossego para pré-candidatos a prefeito

Momento será de desidratação de chapas por um único objetivo: "menos é mais"!

27/08/2020 por Por Raul Rodrigues

Nada está definido dentro das chapas com pré-candidatos a prefeito de Penedo-AL cidade do litoral Sul de Alagoas. Nenhuma chapa está fechada. Apesar do PP dizer que sim. Mas o próprio nome de vice da chapa se diz aberto a composições em “nome do grupo”.

Então vamos às análises:

O PP de Ivana Toledo parte com uma rachadura interna com a escolha do nome de Carlos da Educação como vice. Isto é fato e constatação! A própria Ivana não une o grupo por inteiro. Todos – a unanimidade – queriam Alexandre, mas o parteiro partiu depois de também ter fugido em 2013. Carlos da Educação diz ceder a vaga de vice por se tratar de excelente alternativa para o seu recuo. É parte de estratégia? Sim! Mas não deixa de ser uma excelente ideia. Grupo Toledo não demonstra força no bolso para uma campanha.

Ronaldo Lopes sofre da mesma anemia crônica – falta de sangue – para a campanha sem um vice de impacto. Dentro da Câmara de Vereadores é pista de contramão, pois de lá nenhuma liderança reforçaria a decolagem de RL. Fala-se em reforço garantido com a chegada do Coordenador da campanha – Március Beltrão – que de fato emplaca reforço, entretanto o próprio MB sabe das limitações – na verdade dificuldades – de contato de Lopes com a população. Sem um grande vice, Ronaldo terá uma “Missão Impossível”!

Tico Guerra também padece da mesma falência de vice. E não se pode fazer das eleições um palco mirabolante de sugestas com nomes vazios de liderança para uma disputa de tamanho porte. O vice de Tico pode desequilibrar o rumo da campanha. E, de antemão opinamos que dos nomes ventilados – Alessandra, esposa de Cidoca, e Dra. Rosete – Rosetinha – que seria um Andrade na campanha, nenhuma das duas impulsionaria a campanha para uma disputa com Toledo ou Lopes. Teria que vir um nome com grande repercussão e que o povo enxergue como uma boa dupla.

Nelsinho e Ana Flávia do PSDB, e, Pastor Júnior do Cidadania sem vice, serão sob todos e quaisquer aspectos meros figurantes da eleição. Não traduzem densidade eleitoral de impacto nas eleições. A mesma visão pode ser dada ao PROS caso se mantenham na luta.

A única guinada que pode implodir ou explodir as eleições é a união entre duas das três pré-candidaturas apresentadas com chances de disputa.

Por isso: nos próximos 10 dez tudo pode acontecer, ou até não acontecer nada!
 


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: próximos 10 dias serão de desassossego para pré-candidatos a prefeito