Os maus políticos são bons de gogó.

Saia da “justiça” continua sendo o melhor lugar para os maus políticos!

Os maus políticos prometem defender ao povo, e ao final, este só perde. Perde em seus interesses, e eles sempre defendem o que não lhes pertencem.

19/07/2020 por Por Raul Rodrigues
Grita da tribuna enquanto o servidor perde na vida

Dentre a classe política bons políticos existem. Porém, como em todas as áreas profissionais e do comportamento humano, os maus representantes são sempre presentes. Faz parte de uma representação da própria sociedade.

E dentro da classe política, os maus políticos, aqueles que só sobrevivem se dentro da política, único lugar onde cabem preguiçosos – aqueles dormem muito e quase sempre são notívagos – que não possuem assinaturas em suas Carteiras de Trabalho e Previdência Social – CTPS – e, que, se possuem são sempre e unicamente por contratos temporários nas áreas da política, o que não é uma raridade, são os maiores exemplos de quem procura viver ad eternum sob a saia da “justiça”.

É uma maneira de tentar amedrontar ou barrar que a boa imprensa leve ao conhecimento da população o mau caráter que se mantém aos olhos dos leigos como um “digno representante” de um povo sofrido muito principalmente por esse tipo de ser nocivo à sociedade está presente em nosso meio. Eles vão de vereadores a presidentes da república.

E quem são eles? Os que vivem sempre se defendendo dentro do judiciário que por obrigação de ofício tem que atender aos bons e ruins que o procura. A justiça acredita ter por função ser o legitimo campo das soluções das diferenças de pensamentos ou posicionamentos. Todavia, nem sempre acolhe as reclamações dos bons. Aceita também dos podres.

Todo o político que vive às turras na justiça contra a boa imprensa, aquela que desdobra os fatos, que denuncia falcatruas, que mostra a improdutiva vida de maus caráteres na política, é o perfeito exemplo do contexto deste artigo.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: saia da “justiça” continua sendo o melhor lugar para os maus políticos!