Reabertura do centro de Maceió

Reabertura do centro de Maceió é marcada por movimento intenso e filas para entrar nas lojas

Comerciantes organizaram filas para acesso a lojas, mas ainda há pontos de aglomeração.

04/07/2020 por Anna Pontes, Carolina Sanches e Ragi Torres

A reabertura de parte das lojas no centro de Maceió nesta sexta-feira (3), depois de mais de 100 dias fechadas, foi marcada pela formação de filas para entrar nas lojas e grande movimento no Calçadão do Comércio. Apesar da organização dos comerciantes, ainda era possível ver pontos com aglomeração de pessoas.

A maior parte das lojas estava fechada desde março por causa dos decretos de emergência para conter o avanço do novo coronavírus. Para reabrir, é obrigatório tomar todos os cuidados necessários, organizando as filas e disponibilizando álcool gel 70% para os clientes.

A dona de casa Ilse Maria disse que foi três vezes ao Centro, mas não conseguiu fazer a compra que queria porque nem todas as lojas estavam funcionando. Agora, com a reabertura, ela aguarda em uma fila com dezenas de outras pessoas fazer as compras.

"Vou comprar toalha de mesa e roupa de cama. Como eu já enfrentei outra fila, para não dar viagem perdida, eu estou enfrentando essa também. Protegida com a máscara, não tenho medo do vírus", disse a dona de casa.

Segundo o vice-presidente da Aliança Comercial de Maceió, Marcos Tavares, essa aglomeração deve diminuir com o tempo.

“Esperamos que esse aglomerado diminua com a reabertura das outras lojas. Com todas elas abertas os consumidores vão ficar 'espalhados'”, disse Tavares.

A reabertura a partir desta sexta é para estabelecimentos comerciais com até 400 m², o que corresponde a aproximadamente 60% das lojas do Centro. Durante a fase laranja, as lojas funcionarão das 10h às 17h de segunda à sexta, e das 9h às 13h aos sábados.

Barreiras sanitárias no Calçadão do Comércio

A Prefeitura de Maceió colocou 12 barreiras nas entradas do Calçadão, para fiscalizar o uso obrigatório de máscaras de proteção e aferir a temperatura das pessoas que vão às compras. Elas devem ficar no local até o dia 17 de julho, data de validade do atual decreto.

Contudo, a reportagem do G1 esteve no Centro por volta das 11 horas e constatou que a aferição da temperatura não estava sendo feita. Até havia distribuição de máscaras para quem estava sem, mas os servidores que estavam nas barreiras apenas observavam a entrada das pessoas.

Em entrevista ao Bom Dia Alagoas, o diretor de Convívio Social da Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), Carlos Alberto Mendonça, disse que a colaboração das pessoas vai contribuir com manutenção das medidas de reabertura.

"Nesse momento o ator principal é o cidadão, ele que tem que entender que ajudar se vamos sair ou não da atual situação. Já melhorou, estamos numa segunda fase, e precisamos avançar, e cada um precisa fazer a sua parte", pontuou Mendonça.


Fonte: g1.globo.com

Tags: reabertura do centro de maceió é marcada por movimento intenso e filas para entrar nas lojas

Galeria de fotos