Sobe taxa de UTI em AL

Sobe para 87% a ocupação de UTIs para Covid-19 em Maceió na véspera da flexibilização

Taxa apresentou redução em dois dias, mas voltou a subir nesta quinta-feira (2), a um dia da reabertura de praias, lojas e serviços não essenciais.

03/07/2020 por Heliana Gonçalves

A taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 em Maceió subiu para 87% nesta quinta-feira (2), na véspera da reabertura de praias, lojas e serviços não essenciais. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), que faz atualização diária dos hospitais da rede pública e contratualizada.

A capital tinha alcançado a maior taxa desde o início da pandemia na última segunda (29), 95%. Depois, essa taxa caiu para 88% e 84% nos dois dia seguintes, mas voltou a subir.

Isso significa que dos 165 leitos criados na capital exclusivamente para atender pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 143 estão ocupados. Em todo estado, a ocupação está em 53% dos 1.238 leitos de UTI, unidades intermediárias e leitos clínicos.

No interior do estado os municípios de São Miguel dos Campos e Palmeira dos Índios apresentam ocupação de 100% dos leitos de UTI nas últimas 24h.

O aumento da ocupação foi registrado no dia em que o prefeito de Maceió Rui Palmeira anunciou que o acesso às praias da capital volta a ser liberado a partir de sexta-feira (3), quando também o comércio começa a reabertura gradativa dos serviços não essenciais.

A capital avança para a fase laranja do que o estado chama de distanciamento social controlado. Nas cidades do interior, a fase vermelha está mantida por mais 15 dias, com restrições mais rígidas por prevenção ao coronavírus.


Fonte: g1.globo.com

Tags: sobe para 87% a ocupação de utis para covid-19 em maceió na véspera da flexibilização