Ouro Verde é quase um pântano

Residencial Ouro Verde: de quem é a culpa?

Problemátcia aflige a todos os moradores e solução até agora nada!

25/06/2020 por Por Raul Rodrigues

O residencial Ouro Verde, localizado na parte alta da cidade, AL 110 saída para São Sebastião ou BR 101, continua a impor aos seus “felizes” proprietários a vida aquática nos tempos de inverno ou quando das precipitações pluviométricas. As ruas ficam totalmente alagadas e transbordam para dentro dos terrenos onde foram construídas as casas por se tratar de nível mais baixo. Lei da Física no preceito da gravidade.

Até aí notificamos dos fatos; mas quando se trata de busca das providencias quem responde pela situação? O vendedor, a prefeitura, a quem de fato pode se imputar a culpa? Difíceis respostas.

Mas, pelo menos podemos lembrar que algumas autoridades se predispuseram a solucionar o problema. E o vice-prefeito foi uma delas. Ronaldo Lopes, engenheiro de formação acadêmica esteve no local e declinou opinião para uma tratativa da solução do problema com o desvio das águas ali acumuladas sendo desviadas ou transportadas para uma espécie de rio ou riacho que passa por trás do residencial. Mas até agora nada.

E o pior, o inverno está vindo carregado. São as previsões do tempo, em tempos de mundo virado de ponta-a-cabeça.

A administração municipal está em final de mandato. Logo, é caso para o futuro.

Mas como o vice-prefeito é pré-candidato a prefeito, se não resolver agora será que alguém do Ouro Verde vota nele?
 


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: residencial ouro verde: de quem é a culpa?

Galeria de fotos