Por isso, escrevo: porquê ou para quê?

Expressar gratidão é ato de amor. Ao Dr. Renato Resende meu eterno agradecimento

Deus nos dá comandos que pensamos que para chegarmos ao fim; porém antes ele nos coloca anjos em nosso caminho.

12/06/2020 por Por Raul Rodrigues

Em novembro de 2019, fui diagnosticado com o possível câncer de mama, tumor maligno e raríssimo em homens. Isto diante do RaioX e da ultrassonografia, exames recomendados pelo Dr. Nilton Jorge, médico de conceituado reconhecimento em Alagoas como clínico geral, sendo membro da nossa família pela união de Ricardo seu filho, com Mayara minha filha. Daí por diante fui endereçado ao Dr. Renato Resende pelo próprio Dr. Nilton Jorge.

Lá chegando em uma quinta-feira, depois da terça-feira de exames na Imagem Plena, fui muito bem recebido pelo Dr. Renato que nunca tem sossego por tantos pacientes que o procuram no âmbito da oncologia cirúrgica. Mastologista dos mais famosos e competentes de Alagoas e dentre os expoentes no Nordeste. Ao me examinar foi taxativo: “é câncer”! Mas doutor! Argumentei na esperança dos marcadores tumorais e alguma esperança reverter tal afirmativa. “É câncer”! Vamos agora providenciar os restante dos exames para a cirurgia daqui a vinte dias. A experiência do tato das mãos é de uma precisão incontestável.

Entre entrega de exames e consultas, fui me afeiçoando ao médico cirúrgico em seus diagnósticos, e de origem sertaneja, Pão de Açúcar, neto do Seu Joaquim Resende, feliz fazendeiro e proprietário das canoas, de Toda Goiana, e de Chata, Goianinha, e as afinidades foram só aumentando. Amante do rio São Francisco, homem de grande coração, mesmo que encouraçado diante de tantas situações já vividas nos mais de quarenta anos de medicina na área da cirurgia oncológica. Dentre tantas consultas, um dia vi o doutor Renato frágil ante a um paciente em metástase. Pela primeira vez conheci o coração sem a armadura.

No dia 2 de dezembro às onze horas, dei entrada no centro cirúrgico do Hospital da Santa Casa em Maceió sob os cuidados do mestre da mastologia oncológica e, depois de quase seis horas de procedimentos, fui levado para enfermaria do plano da Unimed ao qual tenho direito, e que graças a Deus mantenho.  No dia seguinte, dia 03/12, por volta das oito horas ouvi a mesma voz sempre rápida e objetiva adentrando a enfermaria e dizendo: “E aí, como é que está meu amigo?” fez breves observações e o curativo da cirurgia, e disparou: “Pode ir pra casa, contrate uma enfermeira ou enfermeiro que lá você vai estar mais seguro. Hospital é foco de infecção!”

Dali por mais quarenta dias, fui todas as semanas ao consultório do Dr. Renato, sempre às quintas-feiras, e consolidando a amizade que terminou recíproca. Ao me despedir das consultas e olhadas na cirurgia, tira ponto, não tira, verificação do dreno e demais cuidados, fiz-lhe então uma promessa após perguntar se o mesmo tinha réplicas das canoas do seu avô: “Dr. Vou lhe trazer uma replica de uma canoa de Tolda e de uma Chata devidamente paramentada de todas suas peças com os nomes, Goiana e Goianinha”! Ele riu e disse: “Tudo bem meu amigo vou esperar”.

Parti então para a realização do prometido e tão logo encontrei um artesão disposto a realizar o sonho do Dr. Renato Resende, até aí eu não sabia da sua vontade, encontrando no antigo canoeiro, José Carlos Vieira da Silva – o Vieira ou Índio – como também é conhecido, morador do prédio da antiga Emissora Rio São Francisco em Penedo, deixando a encomenda feita em madeira de Cedro para que o tempo não seja cruel e destrua o presente. Índio foi o parceiro certo para tal encomenda.

Hoje, dia 12 de junho de 2020, recebi das mãos do artesão as duas canoas prontas e empanadas, com tábuas de bolinas e traquetes, lemes e todas as cordas dispostas enviando as fotos das mesmas para o meu amigo e médico Dr. Renato Resende, recebendo dele a seguinte resposta: “Ficaram lindas. Um sonho e logo combinaremos o local delas!”  

Para o meu amigo Renato Resende o meu apreço, carinho e amor de irmão, e gratidão eterna de toda a minha família.

E neste momento, o Dr. Renato Resende sabe bem o que é vencer um risco de morte.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: expressar gratidão é ato de amor. ao dr. renato resende meu eterno agradecimento

Galeria de fotos