Só não sabíamos que viriam tão cedo

Acertamos mais uma vez. Guerra política tomaria formas e cores agora e até 04/04.

As possíveis mudanças trouxeram um mar de possibilidades. Se as eleições estavam confusas, agora mesmo é que os "bons das vistas" vão ter que visitar a Dra. Margarida. Eu fui ontem.

12/03/2020 por Por Raul Rodrigues

Assim que foram abertas as comportas da troca de partidos, escrevemos que tudo começaria a dar formas e cores às eleições de 2020 através do sopro da infidelidade e/ou da fidelidade partidária. Era o óbvio. Mas você não escreveu.

A panela de pressão apenas foi ao fogo. Ainda falta cozinhar alguns ingredientes, esquentar outros e fritar, pelo menos os mais complicados. Aliny Costa já era. Perdeu o prazo de transferência do título e por um dia fica fora das eleições 2020. Fala-se em tentativa de solução jurídica, mas o que conta para o judiciário é prazo. Se ele for desmoralizado o resto foi pro beleleu.

Porém, a aquisição do PSL nacional pelo deputado federal Arthur Lira, a pressão fez explodir a panela antes da hora. Flávio Moreno sai de presidente estadual para candidato a vereador em Maceió, e o empresário Nilson Ernesto – que deixou o PDT – por inconsistências de decisão interna, sofre o seu segundo golpe na democracia que perpassa por ferir mais uma vez a regra – manda quem pode e obedece quem tem juízo – deixando-o nocauteado ainda nos primeiros segundos do primeiro hond. Mas resta a Nilson Ernesto a sabedoria de quem sabe aguardar os dois passos para trás, para depois pular para frente.

Neste mesmo caminhar da política, evidencia-se que com o PSL e pelo PSL tudo pode vir a ser possível. Uma manutenção da candidatura de Tico – agora pelo PSL – segundo as orientações de Marcelo Victor, presidente estadual da sigla, uma união em nome da coalizão partidária com Alexandre Toledo – neste viés obedecendo a Arthur Lira – o que garantiria a eleição em Penedo, ou como terceira opção, a desistência de Tico candidato pelo PSL, mantendo-se então candidato por outro partido, mas com fissura com Marcelo Victor o que seria uma atitude com características de rabo de cavalo. Crescer para baixo. Em política a vaidade pessoal é a carteira que fica no último bolso. Normalmente o bolso inexistente.

Neste momento apenas Ronaldo Lopes não faz parte da estratégia do míssil lançado em Brasília. O objetivo primário era Maceió, mas a perna de voo – rota – passa antes por sobre Penedo. Aí foi apenas um abrir de porta de emergência para se jogar o pacote de Penedo.

Se dentre as novas formas e cores apenas foram as mesmas para a oposição, Március e Marcelo Beltrão se cuidem dentro e fora do MDB, pois o fogo amigo veio ao som de uma metralha. Deixando feridos no diretório do partido, respingou fortemente em Coruripe, e não deixa de trazer o coronavírus para quem ainda insistir com as letras erradas em cidades erradas e para resultados errados.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: acertamos mais uma vez. guerra política tomaria formas e cores agora e até 04/04.