No Brasil, caiu de 11 para 6 o casos suspeitos

Coronavírus

Aumento nos casos relativos ao surto: já são 1.367 mortes e 60 mil infectados.

14/02/2020 por Redação

Onúmero dos casos e de mortes provocadas pelo novo coronavírus teve um salto grande após as autoridades chinesas anunciarem uma mudança na forma de diagnóstico dos infectados pelo Covid-19 (a nomenclatura oficial da doença). Nessa quinta-feira (13), a província chinesa de Hubei, epicentro da epidemia, registrou 242 novas mortes, o que fez o número total de vítimas ultrapassar a marca de 1.483. Além disso, o balanço das autoridades chinesas confirmou 14.840 novos casos de contágio na região, elevando o total de infectados para a casa dos 60 mil.

Em um comunicado, a comissão de saúde de Hubei disse que a partir de agora passaria a incluir casos diagnosticados clinicamente. Isso significa que imagens do pulmão em pacientes suspeitos passam a ser consideradas suficientes para confirmar o vírus, no lugar dos exames de DNA.

De acordo com a comissão, a mudança representa a antecipação do tratamento para pacientes e uma uniformização com os procedimentos de classificação usados em outras províncias. A entidade acrescentou que fez a mudança “quando a compreensão sobre a doença se aprofundou e conforme acumulamos mais experiência no diagnóstico e no tratamento”.

Apesar do crescimento alto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) não enxergam uma alteração significativa da trajetória do surto”, avaliou em Genebra Michael Ryan, chefe do departamento de emergência sanitária. “O aumento visto nas últimas 24 horas se deve, em grande parte, à mudança em como os casos são totalizados”, acrescentou em declarações à imprensa.

No Brasil, caiu de 11 para 6 o número de casos suspeitos de infecção pelo coronavírus, segundo informou o Ministério da Saúde ontem. Ainda não houve nenhum caso confirmado no País e não há a circulação do vírus em nenhum país da América do Sul. Já houve o registro de 40 casos suspeitos que foram descartados.

Dentre os seis casos suspeitos, três estão em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e um no Paraná. Todos são de pessoas que viajaram para a China. Os casos estão sendo analisados pelo laboratório do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Os pacientes sob suspeita estão em isolamento domiciliar e os familiares estão orientados para prevenção de eventual transmissão do vírus.

Dos 40 casos descartados para infecção pelo coronavírus, todos foram diagnosticados como infecção por outros vírus, como o Influenza, da gripe.


Fonte: Jornal do Comércio

Tags: coronavírus