Remoção sem explicação

“Não houve qualquer aviso prévio”, diz delegado removido de DP de Arapiraca

A remoção dos Delegados da Polícia Civil lotados em Arapiraca nos 53º e 54º Distritos de Polícia DRPs de Arapiraca e Palmeira dos Índios faz parte de retaliações esperadas.

21/01/2020 por Polyana Lima*
Delegado Thales foi removido por retaliações

A remoção dos delegados da Polícia Civil e a suspeita de uma possível retaliação tem deixado a categoria insatisfeita. Somente na semana passada, os delegados Thales Araújo, que cumulava o 53º e 54º Distrito de Polícia (DP) de Arapiraca, e Alexandre Leite, titular da Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Palmeira dos Índios, foram transferidos dos citados municípios.

As mudanças, determinadas pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, foram divulgadas no Diário Oficial do Estado (DOE), ainda neste mês de janeiro, passando a valer a partir das datas de publicação.

Em entrevista à reportagem do CadaMinuto, o delegado Thales Araújo, que foi removido para o município de Mata Grande, disse que as supostas retaliações já eram esperadas pelos profissionais, mas que eles não sabiam onde elas ocorreriam e quais seriam. Não houve “qualquer aviso prévio. Eu estava voltando de férias e o anúncio foi publicado no DOE, me pegando totalmente de surpresa”, contou.

Reivindicações

No mês de novembro os delegados decidiram, por meio de uma assembleia, não cumprir nada além da carga horária exigida por lei, que corresponde à 40h semanais. Segundo Thales, os profissionais reivindicavam melhores condições de trabalho e de desenvolver a atividade fim da categoria: a investigação.

Além disso, o delegado pontuou também que os profissionais pleitearam a entrega das delegacias cumuladas e a redução no número excessivo de plantões. “Nesse caso, fica difícil não entender que isso é uma retaliação por parte da Delegacia Geral da Polícia Civil (DGPC)”, explicou.

Região afetada

Ainda conforme Araújo, a região de Arapiraca já está sendo afetada com essa mudança. “Hoje, o município de Arapiraca conta com metade do número de delegados que contava há seis anos. Nos últimos três anos, a perda de delegados foi muito grande e, a cada mudança na gestão, a região ficava com um delegado a menos”, falou.

Para ele, essas perdas fizeram com que “a gente chegasse, além de cumular delegacias, também ocupar mais da metade da nossa carga horária com plantões na delegacia regional. Dessa forma, sobrava pouco mais de 20% do nosso tempo para nos dedicarmos às investigações”, pontuou.

Questionado sobre de que forma essas mudanças podem afetar a cidade de Arapiraca, Thales alegou que as delegacias do município precisavam de, no mínimo, um delegado dedicado a cada uma delas de forma integral e sem plantões.

“Diante desse quadro, em algumas situações, eu já havia oficiado e notificado a Corregedoria e a direção da PC/AL sobre a situação insustentável de Arapiraca. Uma cidade que precisava de reforço está perdendo mais um delegado”, informou.

Ao falar sobre o trabalho do policial civil, o delegado salientou que “o trabalho da Polícia Civil não é só fazer flagrante e dar plantão. Uma das funções mais importantes da Polícia Civil é a investigação, a condução de inquéritos policiais e produção de provas, porém, isso demanda tempo e dedicação.”.

Deic e Serb

Ainda durante a entrevista, Thales elogiou o trabalho dos agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) e Seção Especializada de Roubos a Bancos (Serb), mas pontuou que o bom trabalho das duas instituições requerem tempo para investigação.

“A Deic e a Serb possuem condições de se dedicar àquelas investigações. Essas operações são frutos de quatro a seis meses de trabalho. Esse tipo trabalho deveria ser feito pelos distritos, mas não há condições. O acúmulo de delegacias e excesso de plantões matam o serviço”, finalizou.

A reportagem do CadaMinuto procurou o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Alagoas (Sindepol), que informou que irá deliberar nesta semana as medidas que serão tomadas pela categoria.

*Estagiária sob supervisão da editoria


Fonte: cadaminuto.com.br

Tags: “não houve qualquer aviso prévio” - diz delegado removido de dp de arapiraca