A crise de empregos é natural nos tempos modernos

Novas tecnologias aumentam classe média no Brasil.

Todos os países desenvolvidos passaram pelas mesmas circunstâncias. Não há novidade a não ser o tempo de cada um.

01/01/2020 por Por Raul Rodrigues

A chegada das novas tecnologias ao Brasil trouxe as mesmas consequências que batizaram a “revolução industrial dos séculos IXX e XX” nos países mais avançados do mundo moderno. O fenômeno descrito neste artigo traz o embasamento de várias leituras dos artigos dos notáveis economistas brasileiros e internacionais.

Para todos eles, o desemprego de níveis técnicos ou superior no mercado de trabalho vem pela substituição por máquinas de autoatendimento, máquinas agrícolas cuja produção é imensamente desproporcional ao número atingido pelas mãos dos trabalhadores, sejam esses números nas mais variadas indústrias, e isto, trouxe inevitavelmente o desemprego em massa.

E essa massa de desempregado não se prepara para as novas oportunidades que cobram profissionalismo e competências e habilidades, fenômeno que leva a todos a novos empregos com menores salários. Vem daí o aumento substancial da classe média, ou o rebaixamento dos antes da classe média para a classe baixa.

Em todas as áreas ainda existem novas oportunidades, todavia cobrando dos seus desejosos empregados a profissionalização por meio de cursos e reconhecidas competências e habilidades.

Nas áreas da política, os antigos empregos de contratados e/ou comissionados, também parte da cobrança da fidelidade de votos – votos de cabresto – para que se perpetuem no poder os “Senhores dos Anéis”!  


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: novas tecnologias aumentam classe média no brasil.