Lhes dou terrenos e vocês me dão a prefeitura.

União das oposições em Igreja Nova muda gestão para 2020.

Parceria dos Dantas com o deputado Athur Lira é negócio da China. Só um lado ganha.

19/09/2019 por Por Raul Rodrigues
Parceria só eles ganham.

A eleição em Igreja Nova–AL, em 2020 tende para um chamamento das oposições contra uma sequência de mandatos dos Dantas naquele município caso a população também entenda que a atual administração é um misto de “organização” de descasos com a saúde – fato comprovado pelo Promotor Paulo Henrique Prado ao visitar PSFs da cidade e dos povoados. As falhas foram do campo de descarte de material – lixo hospitalar – que pode contaminar aos trabalhadores da área, como também a população que entre em contato com tais matérias, até o não uso de tabletes pelos agentes comunitários de saúde.

Nas áreas do campo visual, aquilo que a população vê facilmente a cidade tem ares de bastante bem cuidada. A entrada da Rodovia que interliga a AL 110 que interliga Penedo a São Sebastião, foi urbanizada como nunca. Mas de que adianta uma entrada de cidade arrumada se a população está exposta a riscos de contaminação por lixo hospitalar?

A profunda gratidão de um povo deve ser conquistada por atos não envoltos em troca de interesses. E em Igreja Nova os Dantas chegaram aos poucos e o que foi “doado” a alguns colonos pediram em troca a prefeitura. O que foi dado foram terrenos para construção de casas para quem trabalha ou trabalhou para os Dantas, isto em principio da chegada para quem depois lhes pediu a administração do município.

Será que a troca foi vantajosa? CLARO QUE SIM!  Mas para quem?

Portanto, se o povo de Igreja Nova fizer um exame de vista e da consciência encontrará a resposta para quem foi melhor a troca.

Veja matéria da saúde: http://correiodopovo-al.com.br/index.php/noticia/2019/08/05/mp-al-detecta-falhas-das-ubs-em-igreja-nova-a-cidade-modelo


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: união das oposições em igreja nova muda gestão para 2020.

Galeria de fotos