Homicídios na capital

Dois jovens são assassinados em menos de 5 horas na capital

Plantão de sábado foi marcado por ocorrências violentas em pontos diferentes da cidade

16/09/2019 por Marcos Rodrigues

A violência na capital marcou o sábado,  com duas ocorrências registradas num intervalo de cinco horas. Dois jovens foram mortos à luz do dia por assassinos ainda não identificados.

A polícia também não tem pistas que levem aos autores, nem detalhes sobre as vítimas. 

Em Cruz das Almas, no final da manhã de sábado, o jovem Alisson Borges da Silva, de 24 anos, foi encontrado morto com marcas de tiros e facadas.

O corpo, com sinais de tentativa de degola, estava por trás do Condomínio Dom Adelmo Machado e ao lado do prédio vazio da UPA Jacintinho. Um corte profundo (que deve ter sido fatal) no pescoço chamou  a atenção de curiosos e familiares.

Quando a polícia chegou ao local, o corpo estava coberto com lençol providenciado  pela família. Não consta no relatório da ocorrência nenhuma informação sobre a vítima e o que poderia ter provocado a execução.

DEZ TIROS

Na parte alta da cidade, no bairro Antares, à tarde, um homem conhecido pelo apelido de "Macabro",  de aproximadamente 23 anos, também foi morto a tiros. Segundo informações colhidas pela polícia, mais de dez projéteis o atingiram no peito e nas costas. O fato ocorreu próximo ao Mercadinho Alvorada.

Mesmo com a violência da ação, com tiros direcionados a órgãos vitais, Macabro não morreu no local. Ele foi levado em estado grave para a UPA do Benedito Bentes, onde chegou a dar entrada, mas morreu em seguida.

Nos dois casos, as ações criminosas ocorreram em plena luz do dia, em áreas que não são cobertas por nenhuma estratégia própria de segurança, a exemplo do Ronda no Bairro. Os inquéritos para apurar as mortes devem ser instaurados a partir da próxima semana.

A população pode ser decisiva no esclarecimento. por meio de ligações ao 181. De forma anônima, pode repassar detalhes que interessem à polícia.


Fonte: Gazetaweb.com

Tags: dois jovens são assassinados em menos de 5 horas na capital