Contingenciamento na educação

“Temos um fôlego até o final do mês”, diz reitora sobre situação financeira da UFAL

De acordo com a reitora, serviços como, fornecimento de energia, bolsas de estudo, limpeza, segurança, transporte e água, podem sofrerem interrupções por ausência de verbas para custeá-los a partir dos meses de setembro e outubro.

09/09/2019 por Daniel Paulino

Foi durante uma sessão extraordinária do Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), realizada na última quinta-feira (5) que a presidente da mesa e reitora, Valéria Correia, passou um panorama da situação financeira da instituição e afirmou, “temos um folego até o final do mês para que a universidade não venha fechar as portas”.

De acordo com a reitora, serviços como, fornecimento de energia, bolsas de estudo, limpeza, segurança, transporte e água, podem sofrerem interrupções por ausência de verbas para custeá-los a partir dos meses de setembro e outubro.

“Quando voltarmos do recesso faremos uma nova assembleia, que será a assembleia, com a comunidade universitária para que possamos mais uma vez passar um panorama da nossa situação financeira, não há outra saída neste momento que não seja a pressão das universidades, da sociedade e a questão política”, destacou Valéria para que o déficit nas contas da instituição seja solucionado.

Diante da situação, a reitora Valéria Correia solicitou uma reunião com o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, para pedir a suspensão do bloqueio orçamentário. A reunião está agendada pela equipe do Ministério da Educação (MEC) para o dia 17 de setembro, às 17h.

"A gente está passando por um governo que despreza a ciência, que despreza o conhecimento, que despreza a soberania do país, que despreza o meio ambiente, e como eu tenho sempre dito, são retrocessos de um marco civilizatório”, criticou a reitora.

Ainda segundo Valéria, a comunidade universitária e a gestão devem agir de maneira mais intensa nos próximos meses. “Iremos pensar em estratégias de comunicação com a sociedade e com os parlamentares, que é algo que já está sendo feito, mas precisamos intensificar”, pontuou.

Ministério Público Federal

A reitora esteve nesta semana em uma reunião junto com procuradora do Ministério Público Federal (MPF) em Alagoas, Cinara Bueno, onde atualizou os encaminhamentos que já foram repassados ao órgão. “Estamos solicitando que o MPF entre com uma ação solicitando o desbloqueio de recursos”.

*Estagiário sob a supervisão da editoria


Fonte: CadaMinuto.com.br

Tags: “temos um fôlego até o final do mês” - diz reitora sobre situação financeira da ufal