Demoramos a aprender política.

No mundo as gerações mudam de 04 em 04 anos. No Brasil, na política a cada 30 anos.

No mundo as gerações se substituem de 04 em 04 anos. No Brasil de 30 em 30 anos!

07/09/2019 por Por Raul Rodrigues
Raul Rodrigues

Há décadas passadas os estudiosos do assunto diziam que as gerações mudavam de pensamentos de dez em dez anos. Era uma data limite para que novos pensamentos ou formas de pensar substituíssem as anteriores. A geração dos hipes – jovens andarilhos pelo mundo a fora – que achavam que qualquer tipo de vida valia a pena. Eram artesões da reciclagem, quando o termo nem existia.

O movimento de Woodstock em 1969, encontro da Paz, Amor, Sexo, e Rock Rool de jovens de todas as partes do mundo em White Lake, na cidade de Bethel, no estado de Nova York, nos Estados Unidos pode ser considerado como marco das mudanças de comportamento dos jovens no mundo. Era a busca pela liberdade incluindo o uso indiscriminado das drogas.

Depois desse momento histórico os estudiosos determinaram com bases em observações que as gerações começaram a apresentar mudanças significativas de quatro em quatro anos. Mas nunca com relação ao pensamento político.

Já os números da política no Brasil apontam para mudanças radicais a cada três décadas. De trinta em trinta anos como sendo um marco para as reações emblemáticas. Pelo menos nos últimos cem anos. A fundação do Partido Comunista Brasileiro, em 1922, significou um passo importante na própria organização dos trabalhadores, em plena democracia.

Daí por diante tivemos Getúlio Vargas liderando o país, o Brasil, de 1930 a 1934 no Governo Provisório; de 1934 a 1937 no governo constitucional, eleito pelo Congresso Nacional; de 1937 a 1945 no Estado Novo; e de 1951 a 1954 como presidente eleito pelo voto direto. Em 1964 vem então a Junta Militar que se demora em governo por meio de presidentes escolhidos nos meios militares até 1985, sendo João Baptista Figueiredo o último presidente General do Exército. Vinte e um anos de governos militares, podendo ser dito e escrito que Sarney tomou posse em comum acordo com os militares a quem também “serviu” até 1990. Quase trinta anos.

Hoje em 07 de setembro de 2019, à beira de completarmos trinta anos de governos democráticos a classe política em completo descrédito provoca na população brasileira a vontade explicita de uma volta a governos sérios e duros, sendo eles militares ou não, contanto que reduza à base ZERO a corrupção. Logo concluímos que de trinta a trinta anos o povo brasileiro sente falta de mudanças radicais na política.

Ou não sabemos votar, ou o poder ao longo dos tempos corrompe aos nossos escolhidos. De lição: RENOVAR É PRECISO!


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: no mundo as gerações mudam de 04 em 04 anos. no brasil - na política a cada 30 anos.