Assista vídeo de anúncio do PSL

Reviravolta na política penedense esquenta caldeirão das eleições 2020

Espírito de conciliação será a marca do presidente do PSL em sua nova missão.

28/08/2019 por Por Raul Rodrigues

Uma tomada de decisão do empresário Nilson Ernesto Bezerra “Rei dos bastidores” da política citadina, que ao longo dos seus vinte e nove anos de atividades na política, Nilson foi candidato a deputado federal em 90 na chapa encabeçada pelo então candidato a governador Renan Calheiros, ficando como primeiro suplente da câmara federal manteve-se fiel ao gosto pela política vindo a se tornar um articulador das campanhas de prefeito em Penedo com saldo positivo de vinte e três anos da participação ativa tendo dos seis mandatos consecutivos apenas uma derrota.

Homem de bastidores com características fortes funcionando como imã para agregar personalidades desgostosas, mas importantes, para o circuito dos seus candidatos, fez aproximar dezenas de ex-aliados ou novos aliados para a chapa majoritária a quem apoiava. E isto é o mais difícil dos trabalhos durante as pré-campanhas ou ainda durante o período eleitoral. Ernesto sempre foi peça fundamental da engrenagem das campanhas de Alexandre Toledo e depois de Március Beltrão. Os anais da política contam isso.

Presidente do PDT de Penedo-AL por mais de uma década, Nilson Ernesto, se desfiliou do partido esta semana, passando de imediato a assumir a presidência municipal do PSL, partido do Presidente Jair Bolsonaro, sendo a mais difícil decisão a ser tomada pelo estrategista com cinco vitórias, duas com Alexandre Toledo e duas com Március Beltrão, sendo desconsiderada pelo próprio a derrota de MB em 2008, por ter sido preterido da campanha pelo então marqueteiro argentino.

Com a chegada de Nilson Ernesto para comandar o PSL de Penedo, sua missão será a de interagir com os dois vereadores do partido, José Carlos Vicente – Macaxeira – e Raquel Tavares, para a formação de uma chapa proporcional para as eleições de 2020 com mais filiados e de densidades eleitorais que fortaleçam ao partido e aos novos filiados. Sobre a eleição majoritária Nilson ainda vai se preparar para as rodadas de reuniões com todos os candidatos a prefeito. “Não existe a palavra NÃO sobre a possibilidade de conversas com os senhores candidatos, podendo até o PSL ser partícipe da majoritária em caso de necessidade”.

Como analista da política penedense declino opinião de que o novo fato é uma implosão no grupo de MB vez que Nilson Ernesto sempre conduziu aos filiados do PDT para os caminhos de consenso para a finalmente se chegar às reuniões com os candidatos majoritários do partido. Implosão por se tratar de uma desagregação de agora por diante dentro do PDT de Március Beltrão não haver uma liderança com a paciência para reduzir atritos e insatisfação dos filiados, coisa muito natural na política. Ernesto somava poder de convencimento aliando à credibilidade da manutenção dos acordos fechados.

No computo geral ganha o PSL e perde o PDT, pois os dias que irão se seguir serão de motivação do ex-presidente municipal do PDT para reforçar ao seu novo partido, o PSL, com vistas às eleições de 2020.

Assista vídeo de anúncio da filiação do empresário Nilson Ernesto e de Presidente do PSL de Penedo.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: reviravolta na política penedense esquenta caldeirão das eleições 2020