Mundo

Teerã adverte Washington que detenção de seu petroleiro terá graves consequências

19/08/2019 por Redação

O Ministério do Exterior do Irã advertiu que qualquer tentativa de deter o petroleiro Adrian Darya (que antes se chamava Grace 1) nas águas internacionais terá graves consequências.

O porta-voz da chancelaria iraniana, Abas Musavi, disse que tal tentativa poderia comprometer a segurança de navegação.

"Através dos canais oficiais, particularmente por via da Embaixada da Suíça em Teerã, o Irã avisou o governo dos EUA de que haveria consequências graves", destacou o porta-voz.

A Suíça representa os interesses diplomáticos dos EUA no Irã.

O petroleiro Grace 1 segue a sua viagem após mudar de nome para Adrian Darya e trocar de bandeira (para iraniana).

No entanto, o governo de Gibraltar esclareceu ontem (18) que, de acordo com a legislação vigente no território britânico, não pode manter detido o navio com petróleo iraniano, apesar do pedido dos EUA.

Um tribunal dos EUA emitiu no dia 15 de agosto um mandato para deter o Grace 1. De acordo com o Departamento de Justiça estadunidense, o tribunal decidiu que o petroleiro, a carga e o dinheiro a bordo estão sujeitos a confisco devido à violação de leis dos EUA, nomeadamente fraude bancária e lavagem de dinheiro.

O navio permanecia detido desde 4 de julho pelas autoridades de Gibraltar, acusado de transportar petróleo bruto do Irã para a Síria, afirmações negadas por Teerã.

 


Fonte: https://br.sputniknews.com

Tags: teerã adverte washington que detenção de seu petroleiro terá graves consequências