Policial

Pit bull é brutalmente agredido com espada em SP: 'Lutando para viver'

Moradores do bairro relataram para dona que o cão entrou em briga com um cachorro de pequeno porte e foi agredido com uma espada pelo dono do animal.

14/08/2019 por Por G1 Santos

Um cachorro da raça pit bull foi encontrado gravemente ferido após ser agredido com uma espada em Praia Grande, no litoral de São Paulo. De acordo com informações apuradas pelo G1 nesta quarta-feira (14), o animal passou por procedimento cirúrgico, mas ainda corre risco de morte.

A agressão ocorreu na última segunda-feira (12), próximo a Rua Jurubaíba, na Vila Caiçara. "Fui buscar minha filha, de cinco anos, e cheguei por volta das 17h30. Como meu cachorro é muito tranquilo e não tem o costume de sair, provavelmente na hora que eu estava no carro pegando ela e a mochila, ele saiu e não reparei", conta a cabeleireira Daniela Soares da Rocha Costa, de 26 anos.

Por volta das 19h, os vizinhos chamaram Daniela perguntando se ela era a dona de um cachorro marrom e se ele havia escapado. Foi quando, ao ligar a luz da garagem, ela percebeu que o cachorro não estava lá. "O homem falou 'ele está morrendo aqui na frente da rua'. Quando sai, a minha calçada estava cheia de sangue e o Bruce estava com a cabeça e pata abertas”.

De acordo com a cabeleireira, ao questionar o que teria ocorrido, moradores do bairro informaram que o pit bull teria ido para a rua de trás e brigado com um cachorro de pequeno porte. De acordo com eles, populares tentaram separar e jogar água, mas não conseguiram.

"Então, não sei se foi o dono desse cachorro, porque não vi a pessoa. Mas, testemunhas me falaram que foi sim e que o homem pegou uma espada, provavelmente aquelas de parede, e acertou a cabeça dele. Eu consegui apenas ver o rastro do sangue até a casa do cara", conta.

No momento que encontrou o cachorro, Daniela acionou uma clínica veterinária e ele foi levado às pressas para a sala de cirurgia. "Os veterinários falaram que ele corria muito risco por ter perdido sangue. Precisou de uma transfusão e depois ficou horas realizando o procedimento cirúrgico".

A veterinária, de acordo com a dona de Bruce, afirmou que o ferimento foi tão grave, que o corte alcançou o crânio e cortou o osso. "A sorte é que não pegou no cérebro, mas provavelmente ele tenha que remover o olho. Ele está muito assustado, não come nem bebe, apenas vomita", diz.

"Por ser um pit bull, os meninos da rua defenderam a ação do homem que o agrediu, afirmando que devido a raça deveria se defender. Mas ele é muito dócil com qualquer pessoa. Tem seis anos e nunca se mostrou violento. Minha filha está muito abalada, chora muito. Fiquei desesperada ao saber que ele poderia não resistir", desabafa.

Investigação

A Polícia Militar foi acionada e foi até o local da agressão. A justificativa do suspeito teria sido que o cachorro mordeu uma idosa, mas nenhuma vítima foi identificada. Além disso, Daniela relata que o cachorro de pequeno porte estava levemente ferido.

Ao comparecer ao 2º DP de Praia Grande, a cabeleireira foi informada que o agressor teria registrado um boletim de ocorrência contra ela por omissão e ameaça. De acordo com ela, o esposo realmente esteve no local da agressão, mas para saber o que teria acontecido e se identificava a idosa, para prestar algum auxílio. A Polícia Civil agora investiga o ocorrido.

"Provavelmente foi uma mentira para tentar justificar a agressão ao Bruce. Após noites sem dormir, estamos aguardando para que ele seja forte e resista ao pós-operatório, porque além de ter sido nosso companheiro, hoje é o melhor amigo da minha filha. Crimes como esse não podem sair impunes", finaliza.


Fonte: https://g1.globo.com

Tags: pit bull é brutalmente agredido com espada em sp: 'lutando para viver'