Policial

Milícia fecha saídas de residencial do Minha Casa Minha Vida em Jacarepaguá

Moradores denunciam também cobrança de taxas ilegais no Vila Carioca, no Anil

07/08/2019 por Maíra Rubim

Durante os Jogos Olímpicos 2016, o conjunto habitacional Vila Carioca , no Anil , em Jacarepaguá , na Zona Oeste do Rio, abrigou os agentes da Força Nacional . Em 2018, depois de passarem por reforma, os apartamentos foram entregues aos seus primeiros habitantes, pelo programa Minha Casa Minha Vid a, e, menos de um ano depois, surgiram denúncias da ação de milicianos em seu interior. Segundo relatos, eles cobram taxas indevidas e teriam inclusive ordenado o fechamento de duas das três entradas do condomínio, para controlar o fluxo com mais facilidade.

A extorsão teria começado no ano passado, quando o Disque Denúncia recebeu três denúncias de moradores, entre setembro e novembro. O conteúdo é sempre o mesmo: as vítimas dizem que os milicianos atuam como seguranças , circulando armados pelo residencial, e impõem inclusive toque de recolher . Cobram taxas em dinheiro e outras incluídas no valor do condomínio, com anuência de síndicos. Entre elas está a de coleta de lixo. Alguns moradores, segundo os relatos, questionaram os procedimentos e acabaram sendo expulsos de suas residências.

No mês passado, em uma rede social, mais uma vítima denunciou a atuação de uma milícia no Vila Carioca.

—Não podemos ter outra opção de internet que não seja a Dnet. Não podemos instalar uma TV a cabo, só o gato net local. Apesar de termos três entradas, só deixaram uma aberta, que é controlada com cancela. Eles dificultam a entrada de táxi, Uber e mototáxi e nos cobram um valor de R$ 144 mensais por morador — disse ela.

A equipe do GLOBO-Barra tentou contato com moradores do Vila Carioca, um residencial composto por 66 prédios de cinco andares situado na Avenida Otávio Malta 819. Alguns afirmaram desconhecer a atuação de milicianos no local. Outros confirmaram, mas, com medo de represálias, preferiram não dar entrevista. A Polícia Civil, no entanto, confirma a informação. Explica que a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e de Inquéritos Policiais (Draco-IE) está fazendo investigações, que correm sob sigilo.

Próximo ao condomínio, na esquina da Avenida Canal do Anil com a Estrada do Engenho D’Água, pneus foram colocados para impedir a passagem de veículos. Em maio, O GLOBO-Barra já havia feito uma reportagem sobre a irregularidade, e a CET-Rio informou que a intervenção não fora autorizada, já tinha sido desfeita antes e voltara a ser realizada. Na época, prometeu fazer novo desbloqueio, numa ação em parceria com a Superintendência de Jacarepaguá.

Procurada novamente, a companhia disse desta vez que esse é um “caso de segurança pública” e que, por isso, a reabertura da via deve ser feita pelos órgãos competentes. A Polícia Militar informou que o comando do 18º BPM (Jacarepaguá) foi comunicado sobre a “presença de artefatos na pista” e os retirou do local na terça-feira.


Fonte: https://oglobo.globo.com

Tags: milícia fecha saídas de residencial do minha casa minha vida em jacarepaguá