Política

Ministro do Turismo diz que Bolsonaro nunca pediu explicações sobre laranjal no PSL

Em entrevista ao GLOBO, investigado por supostas candidaturas laranjas no PSL, Marcelo Álvaro Antônio diz não se sentir ameaçado no cargo

02/08/2019 por Jussara Soares

Há quase seis meses se mantendo no cargo mesmo na mira de inquérito da Polícia Federal que apura supostas candidaturas laranjas no PSL de Minas Gerais, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio , diz que não se sente ameaçado com o avançar das investigações. Para ele, o presidente Jair Bolsonaro defende a presunção de inocência e uma “exoneração agora seria uma condenação”.

Como o senhor trata desse assunto com o presidente?

Nossos assuntos, praticamente, 100% é de trabalho. O presidente nunca veio me pedir explicações sobre o caso. Ele não vai se basear pela minha palavra ou de qualquer pessoa, mas se basear na conclusão do inquérito. Ele disse que se existir culpa vai tomar as providências, se não houver, acredito que a gente segue trabalhando normal. Só teve um momento em que eu tive uma reunião de trabalho com ele e expliquei que o que motivou a prisão (dos assessores), segundo a autoridade policial, era para não combinar os depoimentos, até para ele ter tranquilidade que a prisão do Mateus não teve relação nenhuma com o ministério.


Fonte: https://oglobo.globo.com/

Tags: ministro do turismo diz que bolsonaro nunca pediu explicações sobre laranjal no psl