Prefeito assustado

Prefeito de Ouro Branco diz que está assustado e pede segurança individualizada

Edimar Barbosa sofreu um atentado no dia 11 de julho; ele disse não ter inimizades e espera o resultado das investigações

16/07/2019 por Clariza Santos

O prefeito de Ouro Branco, Edimar Barbosa (MDB), falou pela primeira vez após sofrer um atentado, na última quinta-feira (11), na zona rural do município, no Sertão de Alagoas. O gestor municipal declarou, em entrevista à Gazetaweb, que ainda não retomou a rotina, que não acredita que o crime tenha ligação política e que está em busca de segurança individualizada.

Edimar Barbosa disse que, após o atentado, as providências cabíveis de segurança foram tomadas. Apesar disso, o prefeito afirmou que não fez a contratação de segurança particular ou patrimonial para as propriedades.

"Cabe agora à Polícia Civil e aos órgãos de inteligência do nosso estado fazer o trabalho de investigação para que esse ato covarde e criminoso seja o mais rápido possível elucidado", disse o prefeito Edimar Barbosa.

Após ter prestado esclarecimentos e registrado o Boletim de Ocorrências (B.O.), Edimar conta que não buscou ou teve acesso aos autos das investigações. Ele também falou que a rotina política e pessoal foi alterada.

"Sei que a investigação está acontecendo. Minha rotina ainda não está normal, ainda estou um pouco assustado, sem conseguir dormir durante a noite. Mas, já estou bem mais tranquilo", desabafou o prefeito.

Questionado se o crime poderia ser de cunho político, Edimar Barbosa afirmou que não acredita e justificou: "Nunca tive nenhum tipo de inimizade, com quem quer que seja. Respeito os variados tipos de entendimento referente à administração pública, como também todos aqueles que fazem oposição a nossa forma de administrar, pois sempre caminhei e caminho pautado no que é legal, obedecendo o que determina nossa legislação Brasileira".

O carro do gestor municipal de Ouro Branco foi atingido por tiros. A polícia investiga se o caso foi uma tentativa de homicídio ou de assalto. Mesmo sem segurança particular, para garantir segurança especializada, o prefeito anunciou que está vindo a Maceió com os advogados. 

"Estarei indo ainda esta semana a Maceió para que, junto dos meus advogados, possamos solicitar aos órgãos de segurança responsáveis, apoio de segurança individualizada, para que minha integridade física seja preservada até maiores esclarecimentos sobre todo o ocorrido", reforçou.

O CASO

De acordo com informações do 7º Batalhão de Polícia Militar (7º BPM), o prefeito Edimar Barbosa saiu da casa de parentes em um sítio na zona rural de Ouro Branco e seguia por uma estrada vicinal em direção à cidade quando foi perseguido por homens de moto. O carro do prefeito foi acertado por tiros. Ele conseguiu sair da estrada vicinal, parar o carro e correr para dentro do mato. Segundo a polícia, o prefeito relatou que estava sozinho no carro.


Fonte: gazetaweb.globo.com

Tags: prefeito de ouro branco diz que está assustado e pede segurança individualizada