Votação dos destaques

Ao vivo: Confira a votação dos destaques da reforma da Previdência

Parlamentares analisarão mudanças que envolvem professores e policiais

11/07/2019 por Manoel Ventura, Geralda Doca e Marcello Corrêa

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deixou há pouco a Mesa diretora da Casa para se reunir com líderes partidários. Há dúvidas sobre a manutenção do acordo para abrandar a regra para as mulheres por uma questão técnica.

A bancada evangélica quer abrandar a regra para mulheres, mas também garantir pensão por morte integral. Caso o texto da mulheres fosse votado da forma como está escrito hoje, derrubaria a possibilidade de mudar as regras para pensão.

A Câmara dos Deputados abriu às 17h28 uma sessão no plenário para retomar a análise dos chamados destaques, propostas de mudança no texto-base da reforma da Previdência. A sessão estava prevista para às 9h, mas as negociações sobre o conteúdo desses destaques atrasaram o início da votação.

Quer saber quanto tempo falta para você se aposentar pelas novas regras da reforma? Simule aqui na calculadora da Previdência

O texto principal da reforma foi aprovado ontem à noite, com 379 votos a favor e 131 contra. Na sequência, os deputados votaram o primeiro destaque (que mudava regra de aposentadoria de professores), que foi rejeitado. Então, a sessão foi encerrada para ser retomada hoje.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer concluir a análise dos destaques hoje para tentar votar a reforma em segundo  turno amanhã mesmo. Na semana que vem, começa o recesso parlamentar. Se a reforma for aprovada em dois turnos na Câmara, será enviada para o Senado.

— Eu sou otimista. A gente vai votar esta semana tudo. O resultado de ontem (quarta) é uma demonstração de uma grande maioria, 74% da casa a favor da reforma. Acho que é importante encerrar esse assunto e na semana que vem poder construir outras pautas na Câmara — disse Maia.

Até agora, há 14 destaques para alterar o texto. Mas esse número pode cair, já que é possível retirá-los.

Líderes favoráveis à reforma e integrantes do governo passaram o dia negociando alterações na reforma, na tentativa de evitar que o texto seja desidratado.

— Há destaques que podem destruir efetivamente a reforma — disse o relator, Samuel Moreira (PSDB-SP).

Já estão certas mudanças que vão abrandar a regra de aposentadoria dos policiais federais, mulheres e professores. Além disso, está em discussão manter em 15 anos o tempo mínimo de contribuição dos homens.

 


Fonte: OGlobo.com

Tags: ao vivo: confira a votação dos destaques da reforma da previdência