Novo vazamento, mesmo modus operandi

O 2º Edward Snowden ataca o Brasil agora com Sergio Moro

Hacker sendo mais importante que um ministro da justiça e da segurança nacional.

25/06/2019 por Por Raul Rodrigues

Edward Joseph Snowden foi o hacker que invadiu de forma criminosa o banco de dados dos telefonemas e e-mails da então presidente Dilma Rousseff transformando ais informações públicas, gerando uma rede de “investigações” que culminou no Impeachment da ex-presidente do Brasil.

Assim foi feito, assim foi divulgado, a imprensa maligna – Rede Globo – tornou massa de manobra o povo brasileiro, e o Congresso Nacional manipulado por um bando de corruptos comandados pelo exemplar parlamentar Eduardo Cunha, capitaneado pelo vice-presidente Michel Temer e seus – asseclas de primeira linhagem – depois transformados em ministros de estado, terminaram por colocar para fora do Palácio a inexperiente governante Dilma Rousseff.

E quem perdeu foi o povo brasileiro com um novo governo que entrou em parafuso derrubando a economia levando mais de 17 milhões de pessoas ao desemprego. Este foi saldo de um Impeachment provocado pela sede do poder.

Agora, várias tentativas foram feitas pela mesma Rede Globo repercutindo as denúncias produzidas por meio de “investigações” que apontavam para assessores do filho do presidente Bolsonaro, depois com supostas denúncias contra o próprio presidente, e agora se utilizando do mesmo modus oprenadi com denúncias de vazamentos de conversas do ex-juiz federal e atual ministro da justiça, Sergio Moro, quando das investigações da Operação lava jato. Um hacker estrangeiro, Glenn Greenwald, um portal de notícias estrangeiro, Intercept, e um conto de fadas com repetidas faces.

À época das denúncias do Edward Snowden concedi entrevista ao radialista França Moura na cidade de São Miguel dos Campos e disse que tais denúncias eram gravíssimas não pelo conteúdo, mas pela fragilidade que se encontrava o governo Dilma Rousseff. Agora afirmo que o presidente Jair Messias Bolsonaro não é um desconhecedor das mazelas do Congresso nacional e que se tiver de usar os meios legais para chegar a uma Intervenção Militar o mesmo não ousará em convocar o artigo 142 para fazer manter a ordem no país, preservando ao povo brasileiro dos riscos de se implantar um falso parlamentarismo sob o comando da gangue descoberta pela Operação lava Jato.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: o 2º edward snowden ataca o brasil agora com sergio moro