Policial

PMs suspeitos de estupro coletivo dentro de viatura em SP são afastados

De acordo com a Polícia Civil, laudos periciais foram solicitados e todas as provas estão sendo apuradas.

18/06/2019 por Por G1 Santos

Os dois policiais militares suspeitos de estuprarem uma jovem de 19 anos dentro de uma viatura em Praia Grande, no litoral de São Paulo, foram afastados preventivamente da corporação. A medida foi confirmada ao G1 nesta terça-feira (18).

Segundo conta a vítima, os policiais militares acusados estavam parados com a viatura em frente a um shopping de Praia Grande, quando foram abordados por ela, que pedia ajuda para encontrar um ponto de ônibus próximo ao local.

De acordo com a jovem, eles ofereceram carona até o Terminal Rodoviário Tude Bastos, na mesma cidade. No caminho, um PM a estuprou no banco traseiro do carro, enquanto o outro dirigia e observava a situação, conforme relata.

“Eu sei que a verdade virá à tona e só quero Justiça. Não desejo o mal de ninguém. Dele, não sinto ódio e sim nojo pelo que fez comigo. Ainda não consigo comer direito, mas estou tentando pensar em outras coisas e seguir em frente", afirma a vítima sobre o afastamento dos policiais.

Em nota enviada ao G1, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) destaca que o caso segue sendo investigado pela Delegacia da Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande e pela Corregedoria da Polícia Militar, que instaurou um inquérito Policial Militar.

Ainda de acordo com a SSP, os policiais envolvidos na ocorrência foram afastados. Além disso, laudos periciais foram solicitados e todas as circunstâncias relativas aos fatos estão sendo apuradas.

Entenda o caso
Ao G1, a vítima relatou que o crime ocorreu no dia 12 de junho. Ela contou que voltava da festa de uma amiga quando pediu ajuda aos dois policiais, perguntado onde encontrava um ponto do ônibus. De acordo com ela, como voltava de outra cidade e perdeu o ponto de descida em São Vicente, onde mora, teve que descer em Praia Grande e pedir ajuda.

Segundo a jovem, nesse momento, os policiais ofereceram carona até o terminal rodoviário da cidade, afirmando que seria mais fácil para ela conseguir pegar um ônibus. A menina relata que sentou no banco de trás da viatura e um dos policiais sentou ao seu lado. Com o carro em movimento, ela conta que ele começou a puxar seu cabelo para que ela o beijasse.

"Ele abriu as calças, com a arma na cintura, e forçou a minha cabeça para que eu fizesse sexo oral nele. Depois me jogou no banco e me violentou sexualmente, sem camisinha. Eu falava que não queria e ele continuava. Senti muito medo e fiquei sem reação", contou.

A jovem relata que ficou em estado de choque quando o policial parou de abusar sexualmente dela. Ela também afirmou que após ser violentada foi deixada na rodoviária e chegou a esquecer o celular no banco de trás de viatura. Ao chegar em casa a vítima relatou ao tio o ocorrido e policiais militares foram acionados.


Fonte: https://g1.globo.com

Tags: pms suspeitos de estupro coletivo dentro de viatura em sp são afastados