Brasil

Após metrô, Ibaneis sinaliza intenção de privatizar CEB e Caesb

Segundo governador, estatais precisam ser 'recuperadas'. GDF diz que medida está em estudos.

15/05/2019 por Por G1 DF

O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou nesta terça-feira (14) que estuda formas para privatizar a Companhia de Energética de Brasília (CEB) e a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb). Segundo o chefe do Executivo local, as estatais precisam ser “recuperadas”.

“A nossa ideia é fazer um programa muito bem orientado por técnicos [...] no sentido de analisar se será uma privatização pura e simples, se será a venda de ativos ou [...] abertura de capitais dessas empresas”, disse Ibaneis, sobre a CEB.
Segundo o governador, a Caesb está em situação similar, assim como a Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF). No último dia 6, o Governo do DF lançou edital para a privatização da gestão da empresa, em meio a uma greve dos metroviários que já dura 14 dias.

De acordo com o chefe do Buriti, todas as estatais precisam de aportes imediatos de recursos. Segundo ele, “está na hora de a gente realmente fazer uma política no Distrito Federal que recupere as nossas empresas”.

CEB
Com relação à situação específica da CEB, Ibaneis afirmou que a empresa precisa de R$ 500 milhões em recursos para que não perca a concessão para distribuição de energia concedida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“Tudo isso é uma concessão da União. Se não cumprirmos os requisitos – e são requisitos duríssimos estabelecidos pela Aneel – nós vamos perder a concessão”, afirmou o governador.

Ainda de acordo com Ibaneis, caso esse cenário ocorra, será difícil conseguir pagar os salários de servidores da empresa, situação que o chefe do Executivo classificou como “a pior de todas”.

Segundo balanço divulgado pela CEB em abril, o braço de distribuição de energia da companhia teve prejuízo de R$ 33,7 milhões em 2018. Já o grupo que une todas as companhias ligadas à estatal teve lucro de R$ 89,9 milhões.

A empresa possui ainda uma dívida de R$ 1 bilhão potencializada pela crise hídrica que o Distrito Federal enfrentou entre 2017 e 2018. Em setembro do ano passado, a CEB emitiu R$ 250 milhões em debêntures – títulos de dívida --, com o objetivo de captar recursos.

Metrô-DF
Já em relação ao Metrô-DF, Ibaneis afirmou que a estatal “não tem capacidade nenhuma de investimento. Ele consome milhões de reais do DF, dinheiro que não existe”.

No dia 6 de maio, o GDF publicou edital para privatizar a gestão da empresa. Segundo o documento, podem se candidatar pessoas jurídicas que tenham experiência comprovada em projetos ou na operação de sistema metroviário de transporte de passageiros, no Brasil ou no exterior. O prazo para apresentação da proposta é até 3 de junho.


Fonte: https://g1.globo.com

Tags: após metrô - ibaneis sinaliza intenção de privatizar ceb e caesb