Policial

‘A gente vai levar esse caso adiante’, diz prima de menina baleada na perna

Segundo boletim de ocorrência, policial disparou contra suspeitos que estavam em uma moto, mas tiro atingiu a garota.

15/05/2019 por Por G1 Minas — Belo Horizonte

A família da menina de 11 anos que foi baleada em uma das pernas por um policial militar na véspera do Dia das Mães no Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, vai acionar a Justiça.

“A gente vai levar esse caso adiante. Já buscamos orientação jurídica. Isso não vai ficar assim”, disse a prima da vítima, Cristiane Pereira, presidente da Associação de Moradores do Aglomerado da Serra.
A garota estava indo à padaria com a mãe para comprar refrigerante e queijo quando foi atingida. O tiro foi disparado por um policial militar que perseguia dois homens.

Durante um patrulhamento no bairro Serra, a PM recebeu informações de que os suspeitos estariam em uma motocicleta na Avenida Bandeirantes. Segundo informações do boletim de ocorrência, os militares conseguiram localizar o veículo, mas os ocupantes teriam desobedecido a ordem de parada e fugido em direção ao Aglomerado da Serra.

Já na Vila Nossa Senhora da Conceição, os policiais encontraram a dupla descendo da moto. Ainda de acordo com o registro da polícia, um dos suspeitos teria apontado uma arma em direção a um dos militares, que atirou.

Depois disso, ainda segundo o boletim de ocorrência, os suspeitos fugiram.

A menina foi levada para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII onde passou por uma cirurgia. Está previsto também um enxerto de pele para reconstruir parte da perna.

Ela tinha acabado de passar por uma peneira para jogar vôlei em um clube do bairro e iria começar a jogar esta semana. “O sonho foi interrompido”, disse Cristiane Pereira.

"A gente exige um mínimo de preparo por parte da Polícia Militar. Alguém tem que responder pelo que aconteceu", falou.
Procurado pelo G1 , o porta-voz da Polícia Militar (PM), major Flávio Santiago, lamentou o ocorrido. “Infelizmente, por mais que trabalhemos com a redução de danos, a ação exigiu disparos e infelizmente houve uma pré-adolescente atingida. Ela foi socorrida e passa bem. Não mediremos esforços para trabalhar com a redução de danos, mas sempre combatendo o tráfico de drogas”, disse.


Fonte: https://g1.globo.com

Tags: ‘a gente vai levar esse caso adiante’ - diz prima de menina baleada na perna