Prorrogação de mandatos é desrespeito

Eleições 2020: unificação das eleições “elegem” prefeitos para até 10 anos de mandato.

Ninguém elegeu prefeitos e vereadores para mandatos de seis anos, nem prefeitos especiais para dez anos no poder.

11/05/2019 por Por Raul Rodrigues

Corre no congresso nacional uma PEC – Projeto de Emenda Constitucional – para prorrogar os mandatos dos senhores prefeitos e vereadores para 2022. Para os mesmos um sonho do inimaginável. Ninguém foi eleito para mandatos de seis anos. E alguns para dez anos. O povo não aguenta tal decisão ou desaforo eleitoral. E segundo a Constituição Federal ainda em vigor, não se pode mudar a regra do jogo com o jogo em andamento. Lembro-me da tentativa dos suplentes de vereadores tentando aumentar o número de vagas depois das eleições no que deu. Muita luta e ZERO de resultado.

Não são casos iguais, mas bem parecidos aos olhos da lei.

E todo mandato prolongado para seis anos no Brasil terminou por matar politicamente alguns gestores da época. O povo cansa do sistema de governo, quanto mais de um perpétuo gestor.

Diria este redator que para prefeito tocador de viola, mais dois anos faria quebrar as cordas do instrumento vocal, e o fim das rimas e versos das suas incontáveis obras cairiam por terra. O novo governo federal iria mostrar a face sem cortinas dos “magos” das obras da União e os buracos sem retoques dos falastrões.

Para alguns que aproveitaram bem os oito anos sem conceder aumento aos servidores, que demitiram contratados por muitos meses sem para tanto ter diminuído o FPM – arrecadação da prefeitura – mantendo sob “sigilo” o montante dos rateio até hoje não pago aos professores gerando rendimentos, e a substituição de carros contratados para trabalho da prefeitura, por carros locados por valores ilusórios – estando embutido no valor mensal a gasolina utilizada – com mais dois anos de mandato de graça – sem eleição – neguinho irá poupar tempo e descanso passeando pelo mundo a fora para se recuperar do stress em economizar a paciência com os maus pagos servidores. 

Segundo um especialista em gestão pública, tem neguinho nadando a braçadas!
 


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: eleições 2020: unificação das eleições “elegem” prefeitos para até 10 anos de mandato.