Se as palavras forem verdadeiras, que as digam.

De certa forma o autoritarismo tem suas vantagens. Palavras ferem não a quem diz.

Se traduzirem verdades que sejam ditas e escritas para se consolidar a narração dos fatos.

28/04/2019 por Por Raul Rodrigues

Estive fazendo uma viagem em meu banco de dados – memória – e analisando uma sequência de fatos cheguei à seguinte conclusão: palavras ferem a quem as ouve, palavras escritas ferem a quem as lê. Principalmente partindo-se do pressuposto de que quem fala ou escreve pode estar desabafando bravamente ou “inocentemente” em seu próprio entendimento que pode não ser o dos outros. Uma palavra pode gerar uma série infinita de interpretações.

Provas do descrito acima:

Quando dos governos militares as palavras ditas ou escritas contra o governo, evitaram grandes desdobramentos hoje denunciados e comprovados como “Fake News” que desestabilizam pessoas ou governos antes dos fatos serem comprovados. Isso nunca foi ruim. Inclusive quem criticava tais governos hoje fizeram corrupção milhões de vezes piores. Lula e Cia&Ltda.

Quando os filhos(as) respeitavam aos pais por saberem que a autoridade existe em quaisquer países, credos, ou Forças Armadas, ou parlamentos sérios, o mundo era mais organizado e menos destrutivo.

Quando os alunos respeitavam aos professores por compreensão do que era dito pelos pais, a escola produzia bem, se apresentava bem, gerava gerações de notáveis, introduzia na sociedade verdadeiros cidadãos e cidadãs, além de ser a classe dos professores a elite intelectual das cidades e capitais. Aliás, nunca tratados como grevistas.

No quesito saúde pública, tínhamos o SAMDU – Serviços de Atendimento Médico Domiciliar de Urgência – que levava a ambulância com médico e enfermeiro(a) à casa do enfermo, sendo o mesmo transferido para o SAMDU pela mesma equipe médica que o visitava naquele momento.

Quanto à segurança pública, a Polícia Militar que agia sozinha, não existia a Polícia Civil, costumava dar conta do serviço prendendo e levando ao conhecimento da justiça que pelo demandava tempo para que o preso fosse de fato investigado ainda em cárcere. Os advogados que tanto criticavam aquele sistema hoje fazem verdadeiras prestações de serviços para salvar e tirar da cadeia ou penitenciária aos corruptos comprovadamente ladrões.

As palavras eram contidas goela a baixo. Mas jamais foram ecoaram com mentiras soltas que apenas geram furor social antes de comprovados os fatos. Hoje se prende e se solta como se troca de camisa.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: de certa forma o autoritarismo tem suas vantagens. palavras ferem não a quem diz.