PDT sob fogo amigo

PDT de Penedo vive dias de intervenção para eleições de 2020.

Pretensões de RL podem levá-lo ao caos entre os demais vereadores. 1 contra 14!

25/04/2019 por Por Raul Rodrigues

Nas últimas 48 horas o Partido Democrático Trabalhista 12 – PDT – regional de Penedo-AL, vem sofrendo uma série de ataques com vistas às eleições de 2020 caso a PEC da prorrogação não se concretize.

Para tanto, o vice-prefeito de Penedo, senhor Ronaldo Lopes e o vereador de sua base, João Lucas, estiveram por duas vezes, na terça e quarta-feira na capital do estado, respectivamente se reunindo com o governador Renan Filho, e o ex-deputado federal, Ronaldo Lessa, para que se determine com intervenção ou não a permanência do partido junto aos propósitos da dupla de políticos nas eleições de 2020.

Mas o que isto significa? Significa não permitir que o PDT local venha a fundir propósitos junto ao anunciado há semanas atrás com a possível união de seu presidente regional, empresário Nilson Ernesto, a quaisquer grupos políticos que não sejam aos anseios de Ronaldo Lopes na qualidade de pretendente à prefeitura de Penedo.

E quais as consequências deste intento? Em uma visão abrangente da situação criada, Lopes força uma permanência do PDT como aliado da sua base levando dois vereadores para sua caminhada eleitoral, o que não garante de maneira alguma votos do povo, pelo contrário seria uma bomba relógio durante a campanha, além de com a proximidade junto ao vereador João Lucas trazer possíveis rachas com os demais quatorze vereadores, preteridos inicialmente de tais decisões.

Resumo da história: se RL conseguir fundir o PDT ao seu lado, deixa de lado Nilson Ernesto sem autoridade sobre o partido, de fora do PDT, deixa incrementada uma decisão já desejada dos demais vereadores de Penedo em não marchar junto ao noivo da prefeitura local – já considerada viúva – pela não ambição de Március Beltrão em fazer seu sucessor como sendo uma candidatura kamikaze, e espelhando brasas pelos caminhos por onde o mesmo terá que andar.

Mas se os meios justificam os fins, Ronaldo Lopes demonstra ser nos bastidores um articulador do caos.

 


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: pdt de penedo vive dias de intervenção para eleições de 2020.