Aprender é uma sábia decisão.

Quem não sabe ler política tropeça na língua!

Errar com a teimosia ao lado é prática dos acéfalos.

15/04/2019 por Por Raul Rodrigues

É possível tropeçar na língua? Sim! Claro que sim. Basta não se saber o tamanho da própria língua para proceder ao tropeço. Exemplos não faltam. Quem não sabe rezar xinga a deus.

Analogia concreta e completa.

Alexandre Toledo era um mito quando próximo a ele gravitavam, Nilson Ernesto, Ronaldo Lopes, Dr. Raimundo Souza, Messias da Filó, e tantos outros nomes que hoje gravitam em torno de Március Beltrão.

Resumo da Ópera? Hoje eles estão com Március Beltrão que vem ganhando eleições.

Sem eles, Alexandre Toledo saiu perdendo eleições com seus escolhidos e até para deputado federal quando terminou suplente.

Se hoje existe uma possibilidade de volta de alguns desses nomes, e sem o enfrentamento direto entre AT e MB, as chances de quem soma na política aumentam. Assim aprendi com Alcides Andrade, Raimundo Marinho e Moacir Andrade.

Na política só se pratica duas operações matemáticas: soma e multiplicação!


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: quem não sabe ler política tropeça na língua!