Esportes

Grêmio segura Inter no Beira-Rio e leva decisão para Arena em busca de tabu que dura 54 anos

Se ganhar o título na próxima quarta-feira, Tricolor termina o Gauchão sem derrotas; última vez em que isso aconteceu foi em 1965

15/04/2019 por Por Matheus Beck — Porto Alegre

Para ser campeão gaúcho em 2019, o Grêmio precisa, impreterivelmente, terminar a competição invicto. Pode conquistar o título com uma vitória simples ou nos pênaltis, após empate por qualquer placar, no Gre-Nal decisivo da quarta-feira, na Arena, às 21h30. Só não pode perder – o que ainda não aconteceu no Gauchão deste ano.

Em 2019, o Tricolor disputou 16 partidas, venceu 11, empatou cinco e não perdeu nenhuma vez. Tem um aproveitamento de mais de 79% dos pontos.

Abriu os dois jogos da final com empate sem gols no Beira-Rio, na tarde de domingo. O grande responsável foi o setor defensivo, que parou o ataque estrangeiro de Nico López, Guerrero e D'Alessandro. O goleiro Paulo Victor defendeu o chute do peruano, no primeiro tempo, com a perna direita, e evitou o gol do uruguaio, no segundo, com a esquerda. Além dele, os zagueiros Geromel e Kannemann anularam todas as iniciativas de Guerrero, que mal pôde receber a bola.

É claro que, em mata-mata, o retrospecto não entra em campo e, mesmo com um desempenho irreparável, pode encerrar a noite de quarta-feira sem a taça. Porém, com uma defesa vazada apenas uma vez (no empate em 1 a 1 com o Aimoré, na segunda rodada), o time de Renato Portaluppi se encaminha para fazer história.

– O mais importante é buscar o título, independentemente de tomar gol. Tem que ter no mínimo a mesma disposição. É difícil, mas dentro da Arena vamos fazer o possível. O Grêmio, onde joga, joga pra ganhar. Quarta-feira não será diferente – garante Renato.

Grêmio no Gauchão 2019

11 vitórias
5 empates
Nenhuma derrota
38 gols marcados
1 gol sofrido
79,1% de aproveitamento
O possível título invicto encerraria um tabu que dura 54 anos. A última vez que o Grêmio conquistou o Gauchão sem perder foi em 1965. Naquela edição, também eram 12 times na disputa, mas a fórmula previa confrontos em turno e returno. Em 22 jogos, o Tricolor venceu 20 e empatou apenas dois.

O último campeão invicto, no geral, foi o rival Internacional, em 2009. O Colorado ganhou dois dois turnos, denominados Taça Fernando Carvalho e Taça Fábio Koff. Em outro modelo de disputa, o Juventude, em 1998, também ganhou o título gaúcho sem ser derrotado nenhuma vez.

Eram outras fórmulas, mas o Grêmio pode estabelecer um novo patamar de desempenho e ser campeão invicto com a melhor defesa e um ataque com mais do que o dobro de gols do que o vice-campeão. Ou pode atingir tudo isso e, ainda assim, não erguer a taça. O que o grupo admite que irá lutar de todas as formas evitar.

– Nossa equipe criou mais situações, mas sabemos que jogar aqui (no Beira-Rio) é difícil. Mantivemos a postura. Agora vamos para a Arena, nosso estádio, nosso caldeirão. Temos tudo para sair com o título – afirmou Bruno Cortez após a partida de domingo.

O plantel tricolor se reapresenta para treinos na tarde desta segunda-feira. Dois dias depois, terá o confronto decisivo contra o Inter, às 21h30 de quarta-feira, na Arena. Novo empate por qualquer placar leva à decisão por pênaltis. Quem vencer, fica com o título gaúcho.


Fonte: https://globoesporte.globo.com

Tags: grêmio segura inter no beira-rio e leva decisão para arena em busca de tabu que dura 54 anos