Destruição de grupo possibilita o novo

Estratégia de Március Beltrão estático e silencioso destrói unidade do seu grupo

Március propõe pacto de silêncio e impõe insonia em adversários. E até em aliados interessados na prefeitura.

11/04/2019 por Por Raul Rodrigues

A estática política do prefeito Március Beltrão tem incomodado a aliados e adversários ao mesmo tempo.

Sem se sabre quem será o adversário, a oposição fica perdida entre ilações ou sem ação por não ter a quem se opor.

Já os aliados se dividem entre pré-candidaturas – uma na definida posição de natimorto –, e outra crescente apesar dos ataques de quem não cresce e somente existe em duas mentes apaixonadas pelo poder.

Quando analisamos pare-e-passo as conjecturas da pré-campanha – dita por muitos como sendo provocada por este – sempre encontramos as variáveis em intervalos abertos. Ou seja: a ebulição da política em meio aos beltranianos se contrasta com a agua fria dos alexandrinos.

Assim sendo, a cada fato novo as possibilidades se multiplicam entre acordos que somente a própria politica pode explicar, ou prenunciam desastres nas vidas da antes previsível politica penedense.

Quem sabe pela presença de tantos paraquedistas.
 


Fonte: correiodpovo-al.com.br

Tags: estratégia de március beltrão estático e silencioso destrói unidade do seu grupo