Prof. Bernardino escreveu este artigo em 1999

PERSPECTIVAS PENEDENSES

Professor Bernardino é amigo do redator do CPA quando da nossa passagem lecionando em Maceió. Anos 90

05/02/2019 por Professor Bernardino Araujo Miranda

Ao ler recentemente nos jornais alagoanos, que a cidade de Penedo vai ser circuito obrigatório nas visitações do estado de Alagoas por parte dos turistas, vislumbro de imediato um julgamento que denominarei de justiça tardia.

Entretanto, vale salientar o velho refrão de “antes tarde do que nunca”, já que, Penedo, após a construção da ponte sobre o Rio São Francisco passou várias décadas vivendo um marasmo assustador e inexplicável, pelo que a urbe tem de belo e histórico.

Certo que também devem ser devidamente considerados os chamados “encontros culturais”.

Não no sentido de apenas se dar uma cobertura jornalística e momentânea. Não nesse sentido. Penedo merece respirar cultura, pois esta é sua vertente mais significativa e marcante.

Destarte, sugiro a cada semestre decorrido, jornadas de estudos que arregimentem as forças mais vivas e laboriosas da cidade de Penedo.

Julgo que custaria muito pouco ao município, galvanizar o estado, como um centro de eventos culturais e científicos, viabilizados por visitações contratadas, às expensas da Prefeitura, e com apoio de algumas instituições culturais, além de órgãos voltados para o turismo local.

Tais programações, que incluíram alunos da rede educacional nas esferas estadual e municipal, enriqueceriam bastante o nível de informação das mesmas e, obviamente, também atualizariam, com as suas programações científicas e culturais, grande parte do publico penedense.

Considero que, espaços em Penedo para tais jornadas e encontros não faltam, e certamente, a cidade beneficiar-se-ia com isso.

Afinal, o perfil penedense justifica plenamente tais programações científicas, e enfocará esse belo burgo no contexto estadual, que particularmente vejo como mais do que merecido e necessário neste início do terceiro milênio.


                                                                Bernardino Araújo Miranda
                                               Historiador da UFAL, lecionando História Contemporânea
                                               Nos cursos de História vespertino e noturno.
 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: perspectivas penedenses