Calheiros sucumbiu à sua própria arrogância

Caiu, Caiu Renan Calheiros! Democracia censurada prevalece aos insultos e à Lei.

Quem disse ter o senado senadores e "senadores" provou do amargo fel dos votos secretos, porém abertos.

03/02/2019 por Por Raul Rodrigues

Nem mesmo os Dias (Toffoli), e às 48 horas, de sexta para sábado, foram suficientes para ferir a democracia de morte. Renan Calheiros caiu ante ao Davi que mais vez venceu Golias, pela maturidade ao ouvir as vozes das ruas de um país inteiro que clamava contra avelha política dos últimos 33 anos completos de comando do PMDB, atual MDB no comando do senado.

Davi Alcolumbre, um mero desconhecido das mídias sociais e dos telejornais se transformou na figura mais importante da política nacional em apenas 48 horas. Resistente e contemplativo aos insultos deferidos por Adversários que nem sempre podiam cobrar o respeito à Constituição Federal – CF – rasgada ao final do Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, caso específico do senador Renan Calheiros em parceria com o ex-presidente do STF, Ricardo Lewandowski, que cassaram os direitos políticos da ex-presidente em ato consolidado pela própria CF. 

Suportou as sete horas ininterruptas de recesso ao banheiro, pois não poderia se ausentar da cadeira de presidente interino daquela sessão que terminaria por demonstrar equilíbrio e sobriedade suficientes para o exercício do cargo. E a nova política não aceitaria de forma alguma a velha política de Calheiros e seus aliados da e na Lava Jato. E isto era imperioso para os objetivos de Renan e Cia&Ltda.

As respostas das vozes das ruas ecoaram em Brasília no senado da república, na Assembleia Legislativa do Estado em Alagoas, e se repetiram nas eleições municipais com o povo cobrando mudanças, e mudanças para quem reúna as condições administrativas testadas por anteriores oportunidades em órgãos públicos e diante de uma população que se mantém aos desmandos administrativos os velhos políticos de discursos fáceis sem obras edificantes que defendam ao povo que elege.

O que aconteceu no senado ontem foi um grito de liberdade da classe politica renovada pelos 54 novos senadores com apenas oito reeleitos, dentre eles o renunciante Renan Calheiros. Quem soube ganhar também sabe reconhecer quando vai perder. Calheiros tentou evitar entrar para os anais do senado como um derrotado. Mas as vaias direcionadas a ele no momento da renúncia ecoaram pelo Brasil inteiro. O país estava parado para assistir a luta do velho Golias contra o novo Davi.

E assim como Davi feriu Golias com uma lança de haste feita por tecelão e não com uma funda como contam algumas histórias, no livro de Samuel – Bíblia – o Davi Alcolumbre usou da própria democracia – lança(indicativo) do povo – para vencer Calheiros. A era Renan começa ruir. Até que enfim.

Assista de Davi Alclumbre assumindo compromissos após ser eleito Presdiente do Senado.


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: caiu - caiu renan calheiros! democracia censurada prevalece aos insultos e à lei.