Meus três amores

Às vezes nos perguntamos: o que Papai Noel nos trouxe? O meu foram os três amores!

Nem sempre agradecemos ao Papai Noel. Sempre queremos mais. Neste Natal quero agradecer pelos meus três amores.

23/12/2018 por Por Raul Rodrigues

É chegado o dia comemorativo ao Natal, nascimento de Cristo, homem que marcou o mundo segundo a história e que o tempo não destrói. Ele modificou o mundo segundo a sua filosofia de vida e amor.

Mas no mundo moderno o homem como agente que altera o universo, criou a data do Natal, em seu início com o intuito de reunir famílias para a Ceia do Natal. Depois como marco comercial para a venda de presentes distorcendo o sentimento do amor puro. E os povos se dobraram a este Advento.

Ao longo dos tempos nos perguntamos o que o Papai Noel nos trouxe de presente? E ao longo do tempo aprendi que ele me trouxe três presentes precisos. Mayara, Mayra e Rafaela. Os maiores amores da minha vida oriundo dos meus outros amores. O dos meus pais já foram presentes de Deus.

Às minhas três filhas nunca deixei em tempo algum de dedicar o meu mais puro amor. Mesmo quando duro tive que ser ao punir erros praticados. Quem ama protege, e quem protege não pode ser eternamente um coração mole. O mundo nunca foi nem é cor de rosa. É uma selva de pedras.

Mayara veio programada pelo empírico. Não estávamos preparados nem eu nem Márcia para tamanho desafio. Mas com o auxilio dos nossos pais fizemos o que melhor poderíamos para dois jovens de vinte anos. É o amor primogênito.

Mayra convidada a vir para reforçar a criação. O amor já experimentado e para fazer companhia à irmã quando do trabalho dos pais. Mas a ida de Mayara para Maceió morar com a avó diminuiu esse contato. Ficou então a segunda filha criada com tanto amor que se sentiu durante décadas a princesa do lar.

Rafaela foi buscada no mais alto patamar do amadurecimento do amor. A experiência de saber o trabalho que dá desde os primeiros dias até o nosso envelhecer com a chegada da terceira díade. Sempre foi coberta de muito amor e carinho sem nunca se desprezar o ensinamento do certo e do errado. Desfruta do lar completo. Vive a era da tecnologia. Muito embora sempre a chame para o beijo e carinho de um pai amoroso e besta como assim define Silvana.

Por isso neste Natal não quero presentes. Quero agradecer ao Papai Noel pelos presentes que me deu!
 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: Às vezes nos perguntamos: o que papai noel nos trouxe? o meu foram os três amores!

Galeria de fotos