Garante-se o aumento e retem-se riscos

A estranha coincidência do aumento do STF e a extinção de processo contra Renan

Além de resolver muitas pendências jurídicas de senadores e de Temer, livra Calheiros que aperta Bolsonaro no deficit público.

28/11/2018 por Por Raul Rodrigues

Não é erro algum se reconhecer o poder de fogo do senador alagoano Renan Calheiros ainda dentro deste mandato. Ele foi e ainda é o homem de sete vidas dentro da política.

Mas as coisas que se sequenciam neste final de mandato supera a inocência de quem não sabe lê as entrelinhas do poder podre. E isto é uma análise apurada de fatos.

Renan Calheiros é senador de vários mandatos, presidente da Casa do Salão Azul por mais de uma vez, de onde já foi até retirado da cadeira principal por denuncias de corrupção. Caso Mônica Veloso. Porém com volta garantida pelo plenário genuflexo ante a Calheiros.

Com passagem pelo Ministério da Justiça, Renan é dito por muitos como o “homem dos dossiês” contra quem possa lhe importunar. Embora não tenhamos nem um tipo de provas mostradas pela imprensa que o acusa ou acostadas em autos de processos, a sua pela passagem pelo MJ lhe deixou amigos importantes. Disto ninguém tenha dúvidas.

Juntando os fatos, um senador de muito prestígio entre os colegas atuais, reeleito como raríssimo no pleito de 2018, ciente dos riscos para os seus eminentes colegas de até dezembro deste ano, com as memorias póstumas dos que irão sucumbir do senado e da influência em meio aos Ministros do STF escolhidos por Lula e Dilma, com a sua aquiescência, garante-se o aumento dos ministros e extingue-se depois o processo “caduco” contra Calheiros resguardando-se também futuras defesas dos senhores senadores derrotados nas urnas neste ano, para que os mesmos não acabem jogando dama ou xadrez com Lula.

Não é uma prova cabal, mas não deixa de ser uma linha de raciocínio lógico!  
 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: a estranha coincidência do aumento do stf e a extinção de processo contra renan