Imprensa requer requisitos

Fazer imprensa é muito mais que contar estórias!

A evolução de um redator requer memória dos fatos e um bom uso da língua portuguesa para não confundir alhos com bugalhos!

20/11/2018 por Por Raul Rodrigues

Por vezes as pessoas pensam que fazer imprensa é ter coragem de falar ou escrever. Se esses fossem os pré-requisitos todo bêbado seria um bom escriba. Ou todo tresloucado seria um jornalista. Apesar de jornalista ser uma profissão acadêmica respeitando-se algumas exceções, afinal falar e/ou escrever não significa ter leitores ou ouvintes.

A audiência ou seguidores leitores depende da capacidade em escrever ou falar e da fundamentação dos fatos. Narrar fatos requer observação das verdades. E as verdades estão intrínsecas ao olho observador junto a um cérebro que transforma os fatos em narrativa fidedigna ao acontecido. E isto poucas pessoas trazem de berço tal característica. Aliás, pode até trazer, mas o tempo vai moldar o melhor redator.

As competências e habilidades estão totalmente ligadas ao desenvolvimento intelectual orgânico ou acadêmico. Sem esses dois pilares que podem estar associados ou não, pensar em fazer imprensa é simplesmente se imprensar em meio a uma situação onde se perde credibilidade e admiração.

Nunca ouça para replicar um conto do vigário. A vítima acabará sendo você.
 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: fazer imprensa é muito mais que contar estórias!