Os infernais pardais

Os incontáveis Pardais Eletrônicos espalhados pelo Brasil

Nas BRs ou nas cidades, os sempre questionáveis pardais eletrônicos.

19/11/2018 por Por Raul Rodrigues

Em tese é algo polêmico por natureza. Os pardais eletrônicos ferem ao bolso dos proprietários de veículos. E feriu o bolso dói na alma e na língua. Todos reclamam.

Mas entre se analisar as multas e a propositura de controle de velocidade, as duas faces têm defesas cabíveis, com tudo, sem limites de velocidades em rodovias o numero de acidentes com certeza aumenta.

As nossas pistas – BRs – estão em sua totalidade em excelente estado de conservação. E como os atuais veículos vendidos no país, poucos brasileiros se manterão dentro dos limites permitidos de velocidade. Muitos não são treinados para reconhecer o seu limite de segurança entre o carro e o condutor. Não são todos os veículos dotados da mesma estabilidade, e nem os motoristas ou condutores capazes para se comportarem dentro da margem de segurança da dupla; condutor e veículo.

Uma Amarok em uma BR tipo a 101 Norte, no estado que encontrei neste feriadão, jamais será conduzida no limite dos 80 km/h ou até em alguns trechos de 100 km/h. ou os novos veículos sedans tipo Jeta, Corola, Passat, Honda Civic, Línea, carros de menor porte em tamanho, mas com perfeita estabilidade que permitem trafegarem acima das velocidades permitidas pelos infernais pardais eletrônicos.

E parte daí a frequente reclamação de 100% dos condutores ou motoristas que são multados pelos infernais dispositivos de controle de velocidade dispostos ao longo das rodovias – BRs ou Rodovias estaduais – que somando são chamados de “fábrica de multas”, e que de fato são.

Reconhecemos que sem tais dispositivos o numero de acidentes realmente crescem e com resultados desastrosos pelas vitimas fatais ou não. Mas quando colocados quase que em situações “escondidas” é traumatizante para quem viaja. Em alguns trechos como em decidas retas e longas, entendemos ser necessário. Mas questionamos a maioria.
 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: os incontáveis pardais eletrônicos espalhados pelo brasil

Galeria de fotos