Soberania somente do Estado

Soberano somente o Estado. Nunca alguém.

Não deveríamos ter Ministros do Poder Judiciário indicados pela política.

04/11/2018 por Por Raul Rodrigues

Muitas vezes ouvimos falar ou lemos sobre o Soberano. Entretanto a definição perfeita para soberano só cabe ao Estado. Nunca, jamais, em tempo algum a um ser vivente por mais poder que tenha adquirido pelo voto popular, ou pela força dada pelo tempo no poder.

Soberania representa a harmonia entre os três poderes – Executivo Legislativo e Judiciário – sendo a tripartite unida e harmonicamente o caminho para que tudo seja observado e julgado ante os moldes descritos pelos iluministas e respaldado ainda pelas peças escritas pelos maiores filósofos da humanidade.

A soberania trata das regras e leis que regem o corpo. São elas que delimitam a liberdade ou prisão do corpo. Ao espírito cabem as normas ou dogmas da religiosidade.

Portanto, soberano é um estado de direito descrito para que o Estado por meio dos seus membros, dignos representantes dos três poderes possam julgar imparcialmente – ou que assim tentem – dando veredictos finais baseados na análise completa e irrestrita, ampla e sem entraves na ampla defesa de quem venha a vir cometer deslizes diante das regras da soberania.

Deste conceito entenda-se que a ninguém é dado o direito de star acima da lei.  


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: soberano somente o estado. nunca alguém.