Enfim só!

A volta de quem nunca foi nem será o que sonhou

Todos nós temos o "simancômetro"; uns usam outros não.

07/08/2018 por Por Raul Rodrigues
Urso panda é espécie andarilha

A caminhada para um homem se tornar deputado é árdua, dura e envolve mais que vontade. Vontade todo acéfalo tem. E vez por outra aparece um exemplar do tipo Jurássico. Para não dizer ou escrever outro nome.

Há décadas atrás Marcelo Farias penedense de nascença, morador da Praça Barão de Penedo imediações do Cine Penedo, resolveu ser hippie – uma espécie de andarilho dos anos 70 – um novo estilo de vida que embeveceu ao então jovem Marcelo causando-lhe não só a admiração, mas também a tentativa de se tornar um hippie. Lembro-me dessa aventura como se fosse hoje.

Marcelo comunicou à sua mãe que ficou apavorada e em desespero suplicava ao filho amado pela desistência daquela ideia. Mas Marcelo destemido dizia: “Mamãe não se preocupe eu sei me cuidar”! E eis que saiu às primeiras horas da manhã dom dia seguinte com uma mochila às costas e partiu. Nós amigos de Marcelo ficamos perplexos com tamanha decisão.

Por volta das cinco horas da tarde – 17 horas – eis que surge no famoso Rosário Estreito a figura do magro Marcelo de pés sujos, pois as sandálias eram abertas, com aspecto cansado e abatido dizendo: “mãe não se anime não, eu vim apenas tomar água”! Todos ficaram mais perplexos ainda. Marcelo voltou do povoado Itaporanga para tomar água. E isto é história real.

Assim também entendemos “a volta de quem nunca foi” para uma aventura própria dos adolescentes ao tentar chamar a atenção das pessoas para depois vir a criar as mais incrédulas desculpas do seu falido episodio. Quem quer ser hippie não avisa. Sai para um caminho sem volta.

E em Penedo outras tantas histórias desse contexto aconteceram que nas épocas áureas dos cinemas em funcionamento tínhamos o filem “A Volta dos Não Foram”!

Como sempre digo e escrevo, a história se repete com novos personagens.


 


Fonte: correiodoppovo-al.com.br

Tags: a volta de quem nunca foi nem será com o que sonhou