publicidade

notícias

14.11.2017 - 19:36   por Por Raul Rodrigues

MST invade Prefeitura de Penedo para cobrar reivindicações antigas e novas

Invasões a prefeitura em Alagoas tem sido uma sequência desde a região Norte até ao Sul do estado.

O prédio da Prefeitura de Penedo foi invadido na manhã desta terça-feira, dia 14, por membros do Movimento dos Sem Terra – MST – do município para cobrar do senhor prefeito apoio e soluções para que seja realizada a reforma agrária em Penedo nas terras pertencentes ao Grupo Toledo – Paísa – localizada nas proximidades da sede do munícipio, Assentamento Nova Esperança – vindo a ser recebido pelo prefeito Március Beltrão durante a tarde desta terça-feira.

Dentre as reivindicações dos Sem Terra, a suspensão da reintegração das citadas terras, razão pela qual o gestor municipal entrou em contato com o diretor-presidente do ITERAL – Instituto de Terras e Reforma Agrária em Alagoas – que deu garantias de que já existe uma área em definitivo para o assentamento.

Outras reivindicações foram feitas pelas lideranças do movimento como, por exemplo: a coleta do lixo residencial, a presença de agente de saúde em suas localidades, e o transporte escolar para os filhos dos assentados. Nestes aspectos o prefeito Március Beltrão lhes deu garantias de envidar esforços na busca das soluções para tais situações que considerou um direito dos mesmos.

Beltrão disse respeitar muito o home do campo sem o qual a cidade não vive. E lhes deu a boa nova de buscar incrementar na merenda escolar de Penedo os produtos produzidos pelos membros do movimento.

Depois de ouvidos pelo gestor municipal os membros do Movimento dos sem Terra retornaram à sua área de assentamento na região do Bairro Santa Cecília onde aguardarão as novas providências, deixando a sede o executivo penedense sem danos materiais ou prejuízos para a municipalidade.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: mst invade prefeitura de penedo para cobrar reivindicações antigas e novas

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados