publicidade

notícias

04.11.2017 - 13:48   por Por Raul Rodrigues

Március Beltrão: o ilusionista da comercialização da carne em Penedo

Se não fosse a vinda da FPI em breve, nada teria sido feito.

Após analisar a proficiência da Audiência Pública sobre a comercialização da carne em penedo, este redator se fez algumas perguntas e concluiu: tudo não passou de uma ilusão!

Em primeiro lugar, a audiência somente aconteceu para conter as punições definitivas do fechamento dos açougues em Penedo. Nenhum poderia continuar a funcionar com a carne abatida no sistema FRIMATO.

Segundo para dar visibilidade à nomeação do novo secretário. Messias da Filó é maior que a nomeação, e precisava por este aspecto, salvar a figura do prefeito pelo descaso de três anos sem tomar uma decisão que preservasse a saúde pública da população usuária do produto. Mais importante é a ameaça da chegada da FPI que a saúde de quem compra carne em Penedo.

Prova do descrito acima: se não fosse a vinda da FPI de novo, nada teria acontecido.

Portanto, as decisões tomadas na audiência Pública em nada fortalecem a ação da administração municipal, a não ser o medo de ter todos os açougues fechados na próxima visita da FPI.

Quem sabe lê, leia. Quem sabe ler e interpretar que contemple o texto enxuto e verdadeiro.

Március Beltrão continua um engodo até mesmo para João Beltrão, seu tio e criador.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: március beltrão: o ilusionista da comercialização da carne em penedo

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados