publicidade

notícias

22.10.2017 - 14:41   por Tatiana Cavalcanti

Paulistanos não conseguem ter internet fixa em casa

Internet fixa permite trabalho em casa

A vida sem internet parece impossível atualmente, mas é uma realidade cruel para moradores de condomínios da região central da capital.

Geralmente, eles moram em prédios mais antigos, onde não é possível instalar o serviço em todos os apartamentos. Os motivos vão desde falta de estrutura até limite à distribuição do sinal.

Em um prédio da década 1940 na avenida Cásper Líbero, na República, dos 90 apartamentos, apenas 30 conseguem internet fixa. Os 60 demais moradores aguardam pelo serviço e acharam maneiras distintas de seguir conectados com o mundo.

A gerente de tecnologia Raquel Alves Corrêa, 41, conta que há dois anos tenta instalar internet em seu apartamento, sem sucesso. "Por conta disso, não podia trabalhar em casa e tinha que ir ao escritório da empresa só para me conectar".

Ela pagava R$ 159 por mês pelo serviço 4G da Vivo, com 15 megas, mas desistiu porque começou a atingir o limite em 20 dias. "Gastava mais R$ 60 por três gigas. Inacreditável não poder ter o serviço no centro."

Respostas

A Vivo diz que enviará, entre 23 e 25 de outubro, uma equipe técnica à avenida Cásper Líbero e ao Copan para vistoriar e analisar a rede externa e a situação da rede interna dos prédios. Diz estar comprometida com a digitalização do país, "por isso procura oferecer acesso a redes de telecomunicações ao maior número possível de municípios brasileiros, na missão de ampliar a cobertura de banda larga à população e prestar o melhor serviço ao usuário".

A NET diz que sempre busca a melhor maneira de atender a população da cidade e atua em estudos para viabilizar seus serviços na região central de São Paulo.

Já a Anatel diz que veda a discriminação de usuários. Caso seja acionada pelo consumidor, a prestadora do serviço deve apresentar as justificativas técnicas para o não atendimento de um pedido de instalação ou ativação. A Anatel esclarece que o serviço é prestado sob sua autorização, o que significa que as empresas possuem liberdade para estabelecer modelos de negócio e planos de implantação da rede, desde que respeitados os direitos do consumidor. Pelas regras vigentes, o serviço obrigatório de atender a todos os consumidores é o de telefone fixo.


Fonte: agora.uol.com.br

Tags: paulistanos não conseguem ter internet fixa em casa

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados