publicidade

notícias

19.08.2017 - 11:36   por Redação

Mortes em assalto crescem no Estado de SP em sete meses

Latrocínios aumentaram em 20%

As mortes em assalto (latrocínios) cresceram 20% no Estado de São Paulo nos primeiros sete meses deste ano, segundo dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública, do governo Geraldo Alckmin (PSDB).

Também houve aumento nos casos registrados na capital.

No Estado, foram 237 casos registrados de janeiro a julho de 2017 (com 240 vítimas), contra os 198 no mesmo período do ano passado –204 vítimas.

É o maior número de latrocínios desde 2003.

Na capital, os números passaram de 60 casos nos sete primeiros meses de 2016 para 85 neste ano.

O crescimento nos latrocínios é um dos sintomas da epidemia de crimes patrimoniais vivida no Estado.

Esse tipo de crime fez no primeiro semestre deste ano uma vítima a cada 30 segundos.

Foram 512.459 no período.

Resposta

O secretário da Segurança, Mágino Alves Barbosa Filho, disse que a polícia tem aumentado o número de blitz para reduzir os crimes patrimoniais, mas admite dificuldades no combate às mortes em assalto.

"É difícil de combater porque ocorre muito rápido."

Ele afirmou que o governo vê com "satisfação" a queda nos índices dos crimes patrimoniais.

Disse que o fato de os roubos de carga terem sido em julho menores do que em junho é um indicativo de que a gestão está conseguindo reduzir esses crimes.


Fonte: agora.uol.com.br-FSP

Tags: mortes em assalto crescem no estado em sete meses

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados