Sábado, Novembro 18, 2017

publicidade

notícias

19.05.2017 - 14:52   por Por Raul Rodrigues

Delações mostram os bastidores da política brasileira. Nada é novidade.

Quem conhece a regra da política sabe que a relação entre eleitor e político é promiscua.

Sim a população está estarrecida. Mas para quem conhece os bastidores da política sabe que tudo o que está sendo dito pelos delatores é uma prática recorrente na política brasileira há pelo menos trinta anos.

O que não se sabia é o tamanho da ousadia dos políticos tidos como os mais influentes a nível nacional, e por isso, também estadual, quanto aos montantes administrados para a manutenção de um poder podre. Era uma questão de tempo tudo isso cair por terra.

A regra da política é bastante clara quando se avoluma para tamanhos desproporcionais ao cargo ou pessoa. Algo de errado existe quando um senador ou deputado federal chega a patamares de importância maiores do que o cargo permite.

Quando um senador chega a definir uma chapa para o governo do seu estado natal, parte dos deputados federais eleitos, e deixa sob o seu comando a tutela de um presidente da república é porque o manjar está podre. A dimensão é acima do possível. E acima do possível só pode ter o ilegal, imoral e antiético.

Para quem acompanha política há pelo menos trinta anos, acompanhando de perto, sabe muito bem que a única diferença está na dosimetria. Mas o modus operandi é o mesmo.

Não se faz política vitoriosa sem mazelas. O povo é parte do processo e como povo sempre vai estar a exigir mais do que a política pura e honesta possa oferecer.

A relação entre político e povo está podre há muito tempo.                            


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: delações mostram os bastidores da política brasileira. nada é novidade.

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados