publicidade

Publicidade

notícias

17.05.2017 - 08:31   por Redação

Galo cumpre objetivo, termina grupo em 1º e agora seca rivais para ser melhor geral

Primeiro colocado do Grupo 6, Atlético-MG almeja melhor campanha geral da Libertadores

A goleada do Atlético-MG sobre o Godoy Cruz deixou a sensação de dever cumprido para o time mineiro. Com o triunfo no Independência, o Galo assumiu a liderança da chave e garantiu a oportunidade de decidir em casa nas oitavas de final. No entanto, esta vantagem pode ser ainda mais importante caso o time termine em primeiro lugar geral na fase de grupos, garantindo o segundo jogo em Belo Horizonte até uma eventual decisão.

Líder da chave, o Atlético-MG chegou aos 13 pontos e um expressivo saldo de 11 gols positivos. No quesito pontuação, o Galo só pode ser ultrapassado por River Plate, Barcelona de Guayaquil e Santos. The Strongest, Botafogo, Palmeiras, Lanús, Grêmio e Guaraní-PAR podem chegar também aos 13 pontos, mesma marca do Galo, mas precisariam de goleadas para superar a equipe alvinegra no saldo de gols.

- Esse era um dos nossos objetivos nessa competição. No Estadual tínhamos o objetivo de classificar em primeiro, e classificamos. Também na Libertadores, e conseguimos. É uma boa vantagem, mas não podemos acomodar - destacou o zagueiro Gabriel.

Se o Galo já encerrou sua participação na fase de grupos, algumas equipes ainda tem dois jogos por fazer em suas chaves. Mesmo com muitas indefinições, o GloboEsporte.com analisou o que precisa acontecer para o Atlético-MG ter a melhor campanha da fase de grupos e ter a vantagem de decidir em casa até o final da Libertadores.

Grupo 1

Aqui está um grande concorente do Atlético-MG na briga pela melhor campanha. O Barcelona de Guayaquil tem 10 pontos, saldo +5 e dois jogos por fazer, contra o Estudiantes, em casa, nesta quinta-feira, e Nacional de Medellin, fora. Se perder um jogo, a disputa dos equatorianos com o Galo para ser o melhor da primeira fase vai para o saldo. O Botafogo também pode chegar aos 13 pontos e ser o líder da chave 1, mas precisa de duas vitórias e tirar uma diferença que hoje é de dez gols.

O que o Galo precisa: torcer para o Barcelona de Guayaquil perder um dos dois jogos e o Botafogo não ganhar os dois por goleada.

Grupo 2

Santos e The Strongest tem oito e sete pontos, respectivamente, faltando dois jogos para cada um. Ambos podem chegar aos 13 pontos ou passar, no caso do time brasileiro. No entanto, eles se enfrentam nesta quarta-feira e apenas o vencedor poderá ameaçar o Galo. Em casa de empate, ninguém chegar aos 13 pontos do Galo.

O que o Galo precisa: um empate entre The Strongest e Santos, nesta quarta-feira, tira os dois da briga pela melhor campanha geral. Se der Santos, o Atlético-MG tem que torcer para o time não vencer na última rodada.

Grupo 3

Uma das melhores campahas da primeira fase é do River Plate, que somou 10 pontos em quatro jogos. O campeão de 2015 enfrenta o Melgar, fora, e termina a primeira fase contra o Independiente Medellín, em casa. Duas vitórias ou um triunfo e um empate colocam o time de Buenos Aires à frente do Atlético-MG. Caso o time tropece duas vezes, ai o Galo termina com mais pontos.

O que o Galo precisa: a situação é semelhante a do Grupo 1. O River Plate tem que perder um dos dois jogos. Acontecendo isso, a briga vai para o saldo, e o time brasileiro leva vantagem de seis gols sobre o argentino.

Grupo 4

Na embolada chave que tem Flamengo, San Lorenzo, Atlético-PR e Universidad Católica, nenhuma das equipes pode superar o Galo.

Grupo 5

O Palmeiras é o único time da chave que pode ameaçar o Galo. Para isso, precisaria golear o Atlético Tucumán por, no mínimo, nove gols, chegando a +11 de saldo. Com isto, igualaria o Galo no saldo e passaria no número de gols marcados.

O que o Galo precisa: que o Palmeiras não vença o Tucumán por nove gols de diferença.

Grupo 7

Com o empate entre Zulia e Nacional-URU, apenas o Lanús pode passar o Atlético-MG. Com sete pontos, o time argentino tem dois jogos por fazer - o primeiro contra a Chape, em casa, e depois contra o Nacional-URU, fora. Se não vencer os dois jogos, o Galo fica na frente.

O que o Galo precisa: torcer para que o Lanús não vença seus dois jogos. Qualquer ponto perdido pelos argentinos impossibilita a melhor campanha.

Grupo 8

Grêmio e Guaraní-PAR, ambos com dez pontos, jogam em casa na última rodada e podem também chegar aos 13 pontos. O time gaúcho tem uma situação mais confortável, pois enfrenta o já eliminado Zamora e, se vencer por sete gols de diferença, passa o Galo no saldo de gols. O Guaraní-PAR precisa vencer o Deportes Iquique, em Assunção, e tirar uma diferença de nove gols do Grêmio e do Galo.

O que o Galo precisa: torcer para que Grêmio e Guaraní-PAR não goleiem seus adversários.
 


Fonte: GloboEsporte.com

Tags: galo cumpre objetivo - termina grupo em 1º e agora seca rivais para ser melhor geral

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados