Segunda, Setembro 25, 2017

publicidade

Publicidade

notícias

13.05.2017 - 10:53   por Raul Rodrigues

Veja aqui com exclusividade o que a secretária de educação falou a Nelsinho

Entre perguntas e respostas uma prova: era melhor a secretaria está acéfala.

A secretária de educação de Penedo, senhora Cintya Alves, deixou o seu diploma de assintomática às críticas – o que de fato pode ser sintomático – a psicologia pode explicar a não reação a fatos doídos – quando fingiu estar presente à sessão da câmara de vereadores na tarde de quinta-feira, dia 11/05, por não responder às perguntas que foram dirigidas à sua pessoa que representa – em silêncio – o cargo de gestora da pasta.

Das perguntas:

O vereador Antônio Nelson A. O. Filho – Nelsinho – autor da convocação da secretária em função dos convites renovados terem sidos todos eles desrespeitados, fez a seguinte ordem de perguntas, as quais receberam as seguintes “respostas”.

Como vossa senhoria ao assumir avaliou a estrutura da educação de Penedo? Estamos reformando vários prédios.

Nelsinho: “acho que vossa senhoria não entendeu a minha pergunta”. “Eu perguntei sobre a educação de Penedo”? A secretária se fez de moca e não respondeu.

Nelsinho: “A senhora não acha que tomou uma decisão antidemocrática ao interditar a Escola Douglas”? “Depois de visitar o prédio da escola e constatar rachaduras nas paredes de algumas salas em função da movimentação de terras da base do prédio, resolvi interditar”. “Isto foi inevitável”. “A partir daí municiei as condições para a transferência dos alunos para o CAIC”.

Nelsinho: “A senhora não acha que o prédio do CAIC não oferece as condições ideais para receber esses alunos”? “Não”! A estrutura do CAIC não é precária”! Nelsinho passou então a mostrar fotografias do prédio tiradas no dia da sessão provando que não havia as mínimas condições da permanência dos alunos naquele espaço, pela falta de estruturas de abastecimento de água – bebedouro quebrado, pias sem funcionamento, banheiros sem descargas, dentre outras observações. A secretária se fez de moca e nada respondeu.

Nelsinho: ”E sobre as matrículas o que a senhora tem a nos dizer”? A secretária fez de conta que não ouviu a pergunta e deu silêncio como resposta.

Nelsinho: “A senhora sabe me dizer se Penedo paga o Piso Salarial dos Professores”? “Está sendo pago”! “Paga não secretária”! “Paga”! A verdade dos fatos: Penedo não paga o Piso Salarial dos Professores.

Nelsinho: “O que a senhora tem a nos falar sobre o rateio”? “Só no final do ano”!

Nelsinho: “E sobre o restante do FUNDEF que chegou a dezembro de 2016, no valor de R$ 2.090.000,00(dois milhões e noventa mil reais)”? “Não sei”! Assumi em janeiro de 2017.

Nelsinho: “E sobre os R$52.000.000,00(cinquenta e dois milhões dos precatórios) a senhora tem algum planejamento”? “Não”! “Só planejo coisa concreta”! O valor mencionado será repassado para a secretaria de educação de Penedo até dezembro de 2017. Isto é o previsto por decisão judicial. Ao completar o raciocínio a secretária Cintya Alves se referiu ao nome Marcelo. E quando perguntada sobre quem era Marcelo, a secretária respondeu da UNDIME.

Nelsinho “A senhora é uma vítima”! Não tenho mais perguntas.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: veja aqui com exclusividade o que a secretária de educação falou a nelsinho

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados