publicidade

notícias

16.04.2017 - 12:24   por Por Raul Rodrigues

Decurso de prazo me faz perder esperança de punição a corruptos

Portanto, que punamos esses corruptos de carteirinha nas urnas.

O chamado decurso de prazo – fato jurídico – que permite que processos contra políticos demorem tanto a serem julgados que os processos prescrevem, faz acreditar à redação do CPA que os procedimentos jurídicos apurados pela Operação Lava-Jato não levem a nada por prescrição dos possíveis processos a serem instaurados. Além do mais a eleição será em 2018, e somente o próprio eleitor terá o direito de excluir da vida pública as figuras imensamente divulgadas no maior escândalo de corrupção do mundo.

A Lava-Jato chegou a apurar um desvio de 3,3 bilhões de Dólares – cerca de 10 bilhões de Reais – o que significa 52,1 realizações da Liga dos Campeões. O maior e mais caro torneio de futebol do mundo. Uma Liga dos Campeões custa 192 milhões de Reais.

A dimensão de tamanha corrupção chegou a se estender pela América Latina, com a influência do ex-presidente, Lula qual pandemia que afeta a países de um mesmo continente ou intercontinentais. Nada no mundo moderno ou medieval chega a se comparar a corrupção investigada pela Operação Lava-Jato, e comprovada por delações dos próprios empresários participantes dos “acordos” para apoio de “campanhas”.

Se comparado com o crescimento do Império Romano – do Imperador Júlio César – a única igualdade é no número de mortes por falta dos atendimentos públicos obrigatórios – saúde e educação pública – com o número de mortes das grandes guerras para Júlio César conquistar os outros povos e suas terras.

A ninguém foi dado tanto direito de roubar.

Que também sejamos justos ao imputar os mesmos defeitos morais ao congresso nacional quase todo ele contaminado pela mesma linha de corrupção por meio dos seus presidentes de partidos ou expoentes políticos no senado e na câmara federal. Que se estenda tal crime a governadores e ex-governadores, notadamente os denunciados em vídeos comprobatórios dos recebimentos e cobranças de propinas às empresas que realizavam obras em seus entes federativos.

Estamos na lama! E a única maneira de nos livrarmos desta guilhotina que está a cair por sobre os nossos pescoços é através do voto nas eleições de 2018. A única cura é pelo voto!


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: decurso de prazo me faz perder esperança de punição a corruptos

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados