publicidade

notícias

16.03.2017 - 23:30   por CARLOS EDUARDO MANSUR

Vasco é eliminado pelo Vitória da Copa do Brasil

No Barradão, time de Cristóvão Borges é derrotado por 1 a 0

Se a Taça Guanabara, perdida na semifinal diante do Flamengo, parecia um dano menor, ontem a tardia formação do elenco, a chegada de reforços longe da melhor forma e a consequente dificuldade de evoluir coletivamente cobraram um preço mais alto. Derrotado por 1 a 0 pelo Vitória, em Salvador, o Vasco foi eliminado da Copa do Brasil.

Retrato de um time longe de estar formado, com dificuldade de dar sinais de evolução, o Vasco foi se tornando ainda mais sem ideias conforme o tempo passava e a derrota se desenhava. Restava Martín Silva, fazendo ótimas defesas, e Douglas, que se desdobrava para aparecer em todos os setores do campo, dar opções de passe e conduzir o time à frente. Mas não foi o bastante para salvar a situação.

A imprevisibilidade costuma ser a marca de um jogo entre dois esboços de times. Assim como o Vasco, o Vitória tenta se formar após inúmeras contratações. Entre erros coletivos e individuais, um certo grau de aleatoriedade marcava a origem das jogadas perigosas, em especial nos primeiros 30 minutos. O Vasco, por exemplo, teve sua primeira grande oportunidade numa sucessão de golpes e contragolpes originada numa bola perdida pelo volante Jean. Após quase levar o gol, o time ameaçou em ótimo passe de Escudero para Guilherme desperdiçar.

DOIS CENTROAVANTES NO FIM

Cristóvão Borges trocou, ontem, Kelvin e Wagner — este último por lesão —, por Escudero e Guilherme. No fim do primeiro tempo, a projeção de Douglas ao ataque, juntando-se a Escudero e Nenê, permitiu algumas trocas de passes. O Vasco assustou Fernando Miguel num chute de Nenê e numa cabeçada de Luís Fabiano.

Mas é preciso muito pouco para este Vasco se desordenar, reflexo de um trabalho ainda não consolidado. A necessidade de buscar a vitória gerou um time desequilibrado na segunda etapa.

Em cinco minutos de segundo tempo, dois contra-ataques perigosos chegaram à área do Vasco. E, necessidades de evoluir coletivamente à parte, o que permitiu o único gol do jogo foram erros individuais. Batida pelo alto a defesa, Gilberto errou uma cabeçada antes de Alan Costa fazer o gol.

Cristóvão trocou Escudero por Kelvin em busca de mais velocidade. Mas o Vasco já era, acima de tudo, intranquilo. E, definitivamente, sem senso coletivo. Por alguns instantes, viu o time baiano próximo do segundo gol. Com setores distantes, abria um clarão no centro do campo, não conseguia retomar a bola ou pressionar o rival. A última cartada vascaína foi Thalles no lugar do volante Jean. A opção por dois especialistas na área, no entanto, foi pouco testada: o Vasco mal conseguia manter a bola no campo de ataque.

VITÓRIA 1 X 0 VASCO

Local: Barradão, Salvador (BA)

Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) (FIFA)

Auxiliares: Helcio Araujo Neves (PA) e Heronildo S Freitas da Silva (PA)

Cartões amarelos: Geferson, Alan Costa (VIT)

Gols: Alan Costa (13'/2ºT) (1-0),

VITÓRIA: Fernando Miguel, Patric, Kanú, Alan Costa e Geferson; Willian Farias, Zé Welison Gabriel Xavier (Cárdenas 33'/2ºT) e Cleiton Xavier (Paulinho-20'/2ºT); David e Kieza (André Lima-25'/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

VASCO: Martin Silva, Gilberto, Rodrigo (Jomar - 5'/1ºT), Rafael Marques e Henrique; Jean, Douglas; Nenê, Guilherme Costa e Escudero (Kelvin - 18'/2ºT); Luis Fabiano. Técnico: Cristovão Borges.


Fonte: OGlobo.com

Tags: vasco é eliminado pelo vitória da copa do brasil

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados