publicidade

notícias

11.03.2017 - 11:16   por Redação

Jovens são os mais atingidos pela alta do desemprego em Alagoas

Futuros economistas falam da crise no Estado e por que é difícil entrar no mercado de trabalho

Sob uma taxa de desemprego de 14,8% – maior do que a média nacional, de 12%, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) –, os alagoanos estão enfrentando uma das piores crises econômicas que o Brasil já passou. Em 2016, o Produto Interno Bruto do País teve uma retração de 3,6% e o consumo das famílias recuou 4,2%, segundo dados do IBGE.

De acordo com o órgão, todas as áreas da economia apresentaram queda no ano passado, o que levou ao desemprego que atingiu o trabalhador alagoano. Atualmente, segundo o IBGE, 187 mil pessoas com idade de trabalho estão desempregadas no Estado.

Diretamente afetados por este cenário, muitos jovens alagoanos têm dificuldade de ingressar – ou reingressar – no mercado de trabalho. Para saber o que eles pensam, a Gazeta ouviu estudantes de Economia – futuros analistas dos cenários econômicos local e nacional – para saber como eles veem o atual momento econômico do Estado.

Para o estudante e futuro economista Gilson Castro, 20 anos, uma alternativa para a falta de vagas formais no mercado de trabalho alagoano é o empreendedorismo. “É um momento crítico, e para momentos como este, a solução deve ser ousada também”, defende.

Ele acredita que o bom momento econômico por qual o País passou foi ilusório. “Tivemos medidas populistas nos governos anteriores, porém todas de estímulo ao consumo, e poucas de estímulo à consolidação do emprego”, justifica. O estudante ressalta que essas medidas acarretaram, em muitos casos, no endividamento do consumidor, uma vez que houve aumento do crédito, mas sem a estabilidade do emprego.

* Sob supervisão da editoria de Economia


Fonte: gazetadealagoas.com.br

Tags: jovens são os mais atingidos pela alta do desemprego em alagoas

comentários

deixe seu comentário

publicidade

facebook

@correiodopovoal

Correio do Povo Alagoas © 2012. Todos os direitos reservados